DEV Community

Cover image for Aprenda a usar o Github para aumentar suas oportunidades profissionais
Arthur Nascimento Assunção
Arthur Nascimento Assunção

Posted on • Originally published at arthurassuncao.com

Aprenda a usar o Github para aumentar suas oportunidades profissionais

Se torne um profissional bem visto e almejado aplicando essas dicas sobre Github.

George, Agatha, Jennifer e James estudam computação. George faz todos os seus trabalhos bem feitos. Agatha realiza muito bem seus trabalhos e os hospeda no site de repositórios Github. Enquanto isso, Jennifer faz bons trabalhos, hospeda seus códigos no Github e, ainda, escreve boas descrições (README) em seus projetos, para mostrar que o projeto é interessante e bem feito. Por fim, James realiza bons trabalhos, hospeda no Github, monta bons READMEs e ainda utiliza boas práticas em seus códigos, geralmente indo além do que foi pedido e publica no LinkedIn para divulgar seus projetos.

A partir dessa história, qual dos quatro alunos parece ter maiores chances de conseguir estágios e empregos ao longo da vida? George que cria bons trabalhos, mas apenas o professor fica sabendo? Agatha que hospeda seus códigos no Github, mas não descreve seus trabalhos? Jennifer que escreve bons READMEs, mas não vai além do que foi pedido nem pensa em utilizar boas práticas ou o James que utiliza boas práticas em seus trabalhos, além de divulgá-los muito bem no Github e LinkedIn?

Obviamente, o mercado de trabalho não é exato e depende de cada processo seletivo, contudo as chances de George, mesmo sendo um ótimo aluno são menores que as chances dos outros alunos e é bem provável que as chances de James sejam as maiores.

Empresas de tecnologia vão olhar sites como LinkedIn, Github e outros sites para portfólio, como Pinterest, Dribble. Afinal, como a empresa saberá que você é um bom profissional? Um bom programador? Um bom designer? Vendo projetos que você já fez, mesmo em sua época de curso (técnico ou graduação).

1. O que é Git e Github

Antes de sabermos o que é Github, precisamos saber o que é Git. Mostrarei dois memes para você começar a entender.

Meme sobre Git e como voltar a um código anterior

Meme sobre um motivo de usar Git

Agora contarei uma história para isso.

Você está desenvolvendo um código e precisa enviar o código ao seu colega, como você faz? Envia o código pelo email? E se atualizar o código? Envia novamente e novamente?
E se você alterar o código e alguma coisa parar de funcionar (um novo bug)? Como você volta a versão que funcionava? Agora imagine esses problemas em uma equipe, você trabalha com mais três pessoas, como a alteração de um será enviada aos outros?
Para resolver esses e outros problemas, foram criados os Sistemas de Controle de Versão. Um dos primeiros era o SVN, porém era muito ruim, era centralizado, então novos sistemas foram criados, como o Mercurial e o Git, esse último criado pelo Linus Torvalds, criador do Linux. Os atuais são *Sistemas de Controle de Versões Distribuído, pois permitem códigos distribuidos por diversos repositórios. Atualmente o Git é o mais famoso.

Sistema de controle de versão gerência diversos aspectos referentes aos códigos, não apenas alterações.

2. E o Github, o que é?

Esses sistemas servem para controlar as versões de códigos, mas onde ficam os códigos? Os códigos são armazenados em repositórios de códigos. Esses repositórios podem estar na sua máquina ou em uma máquina remota, na internet, aí entra o Github. Ele é um site de repositórios de códigos, cada repositório é para um projeto ou parte de um.

3. Como o Git e Github funcionam

Básicamente ao usar o Git você segue os seguintes passos, a Figura abaixo apresenta de forma visual:

  1. Inicia um repositório local (na sua máquina) para armazenar o código e gerenciar os códigos;
  2. Indica qual será o repositório remoto, opcional, mas muito usado;
  3. Realiza alterações no código;
  4. Registra as alterações no código;
  5. Gera e registra uma mensagem (commit) com essas alterações realizadas no repositório local;
  6. Envia esse commit para os demais repositórios, como o repositório remoto (opcional);
  7. Repete os passos do 3 ao 5 ou 6 até que o software morra (pare de ser atualizado).

Git - Fluxo simplificado

O repositório remoto geralmente é criado no Github, podendo ser criado no bitbucket, gitlab ou outro servidor Git. No Github você tem uma interface para visualizar o repositório, inclusive a descrição do repositório, como o README.md, um arquivo contendo informações sobre o repositório.
Agora que você sabe um pouco do funcionamento, vamos detalhar tudo isso abaixo.

4. Instalando o Git em seu computador

O Git é um programa que costuma ser usado via terminal (linha de comando), o famoso prompt de comando do Windows, porém também existem interfaces gráficas para ele, contudo já aviso que 99% dos desenvolvedores usam o Git por linha de comando, inclusive a maior parte dos desenvolvedores usam distribuições Linux (Sistema Operacional que usa o Kernel Linux), pois é muito mais fácil configurar o ambiente de trabalho nesse sistema. O MacOS é outro sistema fantástico para desenvolvedores, pois une o melhor do Linux com a facilidade gráfica do Windows.

4.1. Git no Windows

Assim, para instalar o Git no Windows temos algumas opções, normalmente é simples baixar e instalar:

Caso queira também interface gráfica, temos algumas opções, dentre elas as mais famosas são:

4.2. Git no Linux

Instalação do Git no Linux geralmente é muito simples, inclusive algumas distribuições já contam com o Git instalado, mas caso não seja o seu caso basta ir no terminal e realizar a instalação do pacote git, algo como:

apt install git # distribuições baseadas em Debian
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode
pacman -S git # distribuições baseadas em Arch Linux
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

5. Criando uma conta no Github

Criar uma conta no Github é bastante fácil, acesse o site github.com e verá uma página como esta abaixo.

Github - Página inicial

Vá em Sign up (criar conta) e preencha seus dados, normalmente basta um e-mail, senha e nome de usuário, o nome de usuário é importante, crie um nome que reflita seu nome, o meu é ArthurAssuncao, então para acessar o meu perfil no Github basta acessar o Github.com/ArthurAssuncao.

Github - Página de cadastro de usuário

Sign up e Sign in são termos muito parecidos que tem significados diferentes, mas podem causar engano, principalmente em pessoas que não são de TI, cuidado ao usar esses termos em seu site, eu prefiro Register/Cadastro/Cadastre-se e Log in/Login/Logar/Entrar e variações desses termos.

6. Criando um repositório no Github

Abra a página do Github e faça seu login (Sign in).

Github - Página de login

Agora você está na página do seu perfil, clique no sinal de soma (+) no canto superior direito e clique em New repository.

Github - Criação de repositório

Agora você deve informar algumas informações sobre o novo repositório para que ele seja criado, são elas:

  • Repository name: Indique o nome do seu repositório, o nome gerado não terá espaços nem acentos, portanto aconselho usar apenas letras, números e traço. Coloque o nome do projeto que você irá criar.
  • Description: Descreva em poucas palavras sobre o que é este projeto/repositório.
  • Public ou Private: Diz respeito a visibilidade do repositório. Um repositório público pode ser acessado por qualquer pessoa na internet, isso inclui todo o código, mídias (fotos, vídeos, PDFs etc) e todo histórico do repositório. Enquanto privado apenas você tem acesso. Prefira projetos públicos, exceto se realmente precisar de privacidade quanto aos dados do projeto. De toda forma, depois você pode alterar o projeto para público.
  • Initialize this repository with: Aqui temos algumas opções para indicar no seu projeto, temos:
    • Add a README file: README é um arquivo escrito em linguagem Markdown (é bem simples, mais para frente explico um pouco) e neste arquivo ficam informações sobre o projeto. Este é um arquivo muito importante para divulgar o seu repositório/projeto. Marque se quiser que o repositório já inicie com um README, mas depois você pode criá-lo.
    • Add .gitignore: .Gitignore é um arquivo que indica arquivos e pastas/diretórios que não serão armazenados nos repositórios do projeto, sabe aquele arquivo com dados sensíveis do servidor? Você indica esse arquivo no .gitignore para que ele seja ignorado, portanto salve o arquivo sensível em outro lugar, como o seu e-mail. Você também pode criar este arquivo depois, mas sugiro fortemente que já inicie o projeto com este arquivo.
    • Choose a license: Escolher uma licença de software para o seu projeto, geralmente são licenças de software livre, desde as mais permissívas, como a Do What The F*ck You Want To Public License até licenças que forçam qualquer código copiado a ser também open-source, como a GNU General Public License v3.0. Se o projeto for privado, use a licença UNLICENSED. Eu costumo usar a licença MIT. Leia mais sobre licenças em Open-Source Licenses by Nicolas Dao ou veja mais sobre quase todas existentes em SPDX Licenses.

Github - Criação de repositório

Você irá ser apresentado a página do novo repositório, como esta abaixo que criei para o repositório de nome teste-palestra.

Github - Página do repositório recentemente criado

Nesta página você percebe diversas coisas, há como criar um novo arquivo ou fazer upload de um arquivo, mas não use essas opções, vamos fazer por linha de comando.
E três tutoriais com comandos para enviar códigos ao repositório, o primeiro …or create a new repository on the command line tem o foco em um projeto que será desenvolvido, o segundo …or push an existing repository from the command line para projetos que já existem no seu computador e o terceiro …or import code from another repository para importar projetos de outros Sistema de Controle de Versão.
Não faça nada por enquanto, vamos fazer isso na próxima seção.

7. Fazendo seu primeiro commit repositório

Nosso repositório está vazio. Vamos fazer tudo do nosso computador.
Abra o prompt de comando ou shell ou bash ou terminal ou power shell ou outro programa semelhante, como esse abaixo:

Terminal do Linux com Oh My Zsh e tema agnoster

Digite mkdir teste-palestra e aperte enter, isso criará o diretório teste-palestra.
Agora digite cd teste-palestra/, com este comando vamos entrar na pasta teste-palestra pelo nosso terminal.
Então abra um editor de código ou texto de sua preferência, como o Notepad/Bloco de notas ou o VSCode. Digite dentro do arquivo o texto abaixo:

## Teste Palestra

Projeto para a palestra sobre Github
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Por fim, salve o arquivo com o nome README.md e o salve dentro da pasta teste-palestra.
Você acabou de criar um arquivo em Markdown, ainda nesse texto vou explicar melhor essa linguagem.

Terminal - Comandos mkdir e cd

7.1. Configurando o Git na sua máquina

Antes de tudo vamos configurar o Git, esses passos serão feitos apenas uma vez, pois ficam configurados na sua máquina, assim só os repita caso mude de computador ou se reinstalar o Git. Execute os comandos em seu terminal, como a figura abaixo. Além disso, substitua os meus dados pelos seus dados.
O primeiro irá definir o usuário padrão da máquina como o usuário indicado e o segundo informa o e-mail do usuário padrão.
Enquanto o terceiro comando informa que as credenciais, senha e usuário, podem ser armazenados no computador. Só use essa opção se estiver usando o seu computador, mas fique tranquilo que ele não irá armazenar sua senha no computador, apenas na memória RAM, de forma segura. Por fim, o quarto comando informa o tempo de armazenamento dessas credenciais, por padrão o tempo é 900 segundos, ou seja, 15 minutos, porém recomendo aumentar para 3600, assim ele armazenará seu usuário e senha (token) por uma hora, isso significa que você não irá precisar digitar novamente essas informações caso faça um novo pull ou push.

git config --global user.name "ArthurAssuncao"
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode
git config --global user.email "meuemail@arthurassuncao.com"
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode
git config --global credential.helper store
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode
git config credential.helper 'cache --timeout=3600'
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Git - Comandos de configuração de usuário

7.2. Usando os comandos Git

O primeiro comando não-configurável que você precisa conhecer é o comando git init, este comando inicia um repositório local Git na pasta/diretório onde for executado. Saiba que poderíamos ter usado esse comando antes de criar o arquivo README.md, mas não muda nada. Apenas saiba que esse comando só é usado uma vez, pois ele inicia o repositório local na sua máquina, você só executaria novamente se replicasse o repositório em outro diretório ou outro computador.
Então execute:

git init
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Você irá receber a mensagem semelhante a esta abaixo dizendo que o repositório foi inicializado.

Initialized empty Git repository in /home/arthur/teste-palestra/.git/
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Agora vamos ver quais foram as nossas modificações no repositório usando o comando git status, como acabamos de criar um repositório vazio, o nosso arquivo README.md será considerado um arquivo novo, ou seja, uma alteração no repositório. Digite o comando e tecle enter.

git status
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

A saída mostrada no terminal será esta abaixo, perceba que ele deixa claro que o arquivo README.md é um arquivo novo (untracked) e recomenda que usemos git add <file> para incluir ele em um commit.

On branch main

No commits yet

Untracked files:
  (use "git add <file>..." to include in what will be committed)
    README.md

nothing added to commit but untracked files present (use "git add" to track)
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Então vamos adicionar o arquivo README.md para nosso futuro commit, mas, antes, o que é um commit?

Um commit é um pacote com uma mensagem e outras informações que indica as alterações realizadas. Antes do commit nós temos o stage que é um "commit" temporário.
Agora que você já sabe, vamos adicionar o arquivo ao Stage que será nosso futuro commit. Para isso use o comando git add README.md, você também pode usar a opção git add ., nesse caso adicionaria todos arquivos novos e alterados e não apenas o arquivo indicado.

git add README.md
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

7.3. Realizando o commit

Com arquivos adicionados em nosso staging, vamos criar um commit, para isso use o comando abaixo, perceba que passamos uma mensagem para ele, pois é uma forma visual de sabermos quais alterações foram realizadas.

git commit -m "first commit"
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

A saída será algo como esta abaixo, indicando que um novo arquivo README.md foi criado com um arquivo alterado e três linhas inseridas.

[main (root-commit) 4e3ec95] first commit
 1 file changed, 3 insertions(+)
 create mode 100644 README.md
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

As mensagem de commit podem seguir padrões, um muito recomendado é o Conventional Commits, usá-lo pode te ajudar a mostrar que é um bom desenvolvedor.

7.4. Boas práticas ao criar commits

Além do uso do Conventional Commits recomendo que crie pequenos commits, o que seria isso? A cada alteração em seu código, como uma nova funcionalidade ou nova configuração, faça um commit, não espere terminar todo o projeto para fazer um commit com milhares de alterações, pois isso é mal visto uma vez que não é assim que se faz no mercado de trabalho.

7.5. Criando uma ligação entre o Github e seu computador

Para criarmos uma ligação entre o repositório remoto no Github e o repositório local em seu computador, vamos configurar um remote, execute a linha abaixo, perceba o nome do projeto e o nome do usuário, portanto não copie, adapte ao seu contexto ou simplesmente copie a linha parecida com essa do tópico 7. Criando um repositório no Github.
Neste comando vamos adicionar o nome origin como uma referência ao repositório remoto, é tipo um link.

git remote add origin https://github.com/ArthurAssuncao/teste-palestra.git
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

7.6. Enviando o commit ao repositório remoto no Github

Para enviarmos o nosso commit com nosso código e demais informações ao Github devemos usar o comando git push, no primeiro uso faça como na linha abaixo, indicando o -u, nas próximas vezes não precisará desse -u.
No comando, o origin indica o repositório remoto, aquele que configuramos acima e o main indica a branch que receberá o código. Não se preocupe com o conceito de branch agora, mas sugiro fortemente que aprenda sobre organização de um repositório com uso de branchs.

git push -u origin main
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Será pedido que digite o seu usuário, em seguida pedirá para digitar a sua senha.

A saída será um erro, como este abaixo:

Username for 'https://github.com': ArthurAssuncao
Password for 'https://ArthurAssuncao@github.com': 
remote: Support for password authentication was removed on August 13, 2021. Please use a personal access token instead.
remote: Please see https://github.blog/2020-12-15-token-authentication-requirements-for-git-operations/ for more information.
fatal: Authentication failed for 'https://github.com/ArthurAssuncao/teste-palestra.git/'
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Isso acontece, pois em agosto de 2021 o suporte a senha foi descontinuado por questões de segurança, agora precisamos configurar um Access Token, vamos então fazer isso para enviarmos o commit.

7.7. Criando um Access Token

Volte ao site Github.com e vá em Settings acessando o menu no canto superior direito ou acesse direto a página de configurações em https://github.com/settings/profile. Acesse Developer settings, abrirá uma página como essa abaixo:

Github - Configuração de Token

Agora clique em Personal access tokens e em Generate new token, abrirá uma nova tela, como essa abaixo:

Github - Página New personal access token

No campo Note escreva o nome dele, como meu-computador. Em Expiration coloque o tempo que queira que esse token expire, pode ser No expiration, então ele nunca irá ser removido.
Agora marque todas opções em Select scopes.
Pronto agora você terá um token que é um texto com vários caracteres sem qualquer sentido. Token é como uma senha, não compartilhe com ninguém.

7.8. Enviando o commit com Access Token

Agora vamos repetir os passos do item 8.6. Enviando o commit ao repositório remoto no Github. Execute o comando abaixo:

git push -u origin main
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Será pedido que digite o seu usuário, em seguida pedirá a senha, mas digite o token (pode copiar e colar no terminal) no lugar da senha. Pronto, o código será enviado e a saída será como esta da figura abaixo.

Github - Envio de commit com access token

7.9. Nosso repositório no Github

Vamos ao nosso projeto no github, aquele que você criou, atualize a página e ele estará como na figura abaixo.

Github - Projeto com um commit

8. Comandos mais comuns do Git

  • git add : adiciona um arquivo ao staging.
  • git commit -m "mensagem": cria um commit.
  • git push origin main: envia os commits criados para o origin na branch main.
  • git pull origin main: faz o download das alterações com base no repositório origin e sua branch main. Ótimo para quando se quer baixar as atualizações que estão no repositório remoto, mas que ainda não estão na sua máquina.
  • git status: verifica os arquivos novos e alterados do repositório local.
  • git diff: verifica as alterações realizadas, aqui são mostradas as alterações dentro dos arquivos.
  • git log: mostra o log de commits já realizados.

9. Deixe seu repositório mais atraente

Sempre que criar um projeto hospede no Github, faça muitos commits, quantos forem necessários, nada de apenas um commit.

Além disso, inclua no README de seus projetos:

  • Logo do projeto (crie logos mesmo que simples);
  • Nome do projeto (sempre dê um nome);
  • Indique tecnologias usadas com badges;
  • Coloque um link para acesso ao projeto online, caso possível;
  • Insira screenshots do projeto, animações em GIF podem ser muito interessantes;
  • Coloque um índice, caso o texto fique extenso;
  • Tópicos
    • O que o projeto faz?
    • Se for um projeto de um curso, o que você fez para torná-lo melhor, mais único?
    • Quais tecnologias usou? Onde e por quê cada tecnologia foi utilizada?
    • Mais layouts, se for necessário.
    • Aprendizado com o projeto (caso você não tenha muita experiência)
    • Como executar o projeto?
    • Licença do projeto.

Veja alguns exemplos:

10. Deixe seu perfil no Github mais chamativo

Para deixar o seu perfil mais interessante crie um README para ele, estilo o Sobre do LinkedIn, além disso indique seus melhores projetos para facilitar o trabalho de Recrutadores Técnicos.

10.1. Criar README para seu perfil

Para isso:

  1. Crie um repositório com o mesmo nome do seu usuário. Meu usuário é ArthurAssuncao, então criei um repositório chamado ArthurAssuncao.
  2. Adicione um arquivo README.md e edite colocando:
  3. Informações de contato e link para currículo e LinkedIn no topo;
  4. Texto sobre você, especifique as tecnologias/linguagens que você usa;
  5. Coloque o que você faz;
  6. Suas últimas experiências;
  7. Descreva seus aprendizados;
  8. Seja bem técnico, pois quem irá ler será alguém mais técnico, possivelmente até outro desenvolvedor.

O meu está como mostram as figuras abaixo:

Github - Exemplo README Perfil parte 1

Github - Exemplo README Perfil parte 2

Github - Exemplo README Perfil parte 3

11. Ideias para projetos

Para tornar o seu Github mais interessante mesmo sem ter experiência profissional basta criar projetos, assim você mostra que sabe.

Tipos de projetos para mostrar?

  • Clone perfil de rede social: use HTML, CSS, JavaScript e outras tecnologias;
  • Copie o layout de algum site conhecido: use HTML, CSS, JavaScript e outras tecnologias;
  • Monte um Jogo da velha: use HTML, CSS, JavaScript e outras tecnologias;
  • Crie seu site pessoal/portfólio: use HTML, CSS, JavaScript e outras tecnologias;
  • Monte compoenntes como pequenos códigos (snippets) com animações, eventos e outras funções chamativas.

12. Markdown

Markdown é uma linguagem muito simples para marcação e formatação de textos, sabe quando você coloca negrito ou itálico no whatsapp e usa asterisco ou til? O markdown é semelhante a isso, por isso a sua simplicidade.

As formatações do markdown são:

Tipo Sintaxe Resultado
Título 1 # Seu título ..
Título 2 ## Seu título ..
Título 3 ### Seu título ..
Título 4 #### Seu título ..
Título 5 ##### Seu título ..
Título 6 ###### Seu título ..
Título 6 ###### Seu título ..
Itálico *texto* ou _texto_ texto
Negrito **texto** ou __texto__ texto
Riscado ~~texto~~ texto
Bloco de citação > citação > citação
Lista ordenada 1. item 1. item
Lista não ordenada - item - item
Código inline texto\ texto
Link [nome link](https://www.example.com) nome link
Imagem ![descrição](https://avatars.githubusercontent.com/u/583231) descrição
Tabela apresento abaixo ..
Bloco de código apresento abaixo ..

Abaixo apresento mais algumas formatações, ainda detalho melhor algumas e mostro como ficam. Se quiser ver todas formatações possíveis acesse Markdown Cheat Sheet.
A. Título de nível 1
Adicione # antes do título e ele será um título de nível 1, seria como o título maior do texto.
Abaixo apresento o código e em seguida como ele fica.

# Seu Título
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Seu Título

B. Título de nível 2
Adicione ## antes do título e ele será um título de nível 2.
Abaixo apresento o código e em seguida como ele fica.

## Seu Título
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Seu Título

C. Título de nível 3
Adicione ### antes do título e ele será um título de nível 3.
Abaixo apresento o código e em seguida como ele fica.

### Seu Título
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Seu Título

D. Título de nível 4
Adicione #### antes do título e ele será um título de nível 4.
Abaixo apresento o código e em seguida como ele fica.

#### Seu Título
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Seu Título

E. Título de nível 5
Adicione ##### antes do título e ele será um título de nível 5.
Abaixo apresento o código e em seguida como ele fica.

##### Seu Título
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode
Seu Título

F. Título de nível 6
Adicione ###### antes do título e ele será um título de nível 6.
Abaixo apresento o código e em seguida como ele fica.

###### Seu Título
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode
Seu Título

G. Lista ordenada
Para fazer uma lista ordenada basta usar números com ponto.

1. Item 1
2. Item 2
3. Item 3
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode
  1. Item 1
  2. Item 2
  3. Item 3

H. Lista não ordenada
Para fazer uma lista não ordenada basta iniciar os itens com traço (-) ou asterisco (*).

- Item 1
- Item 2
- Item 3

* Item 1
* Item 2
* Item 3
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode
  • Item 1
  • Item 2
  • Item 3

  • Item 1

  • Item 2

  • Item 3

I. Tabela

Tabela é um pouco mais complicado, veja a sintaxe abaixo.

| Nome | Descrição |
| ----------- | ----------- |
| Whatsapp | Aplicativo para troca de mensagens |
| Instagram | Rede social para compartilhamento de fotos e vídeos |
| LinkedIn | Rede social para contatos profissionais |
| Github | Repositório e rede social de códigos |
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode
Nome Descrição
Whatsapp Aplicativo para troca de mensagens
Instagram Rede social para compartilhamento de fotos e vídeos
LinkedIn Rede social para contatos profissionais
Github Repositório e rede social de códigos

J. Bloco de código
Se quiser apresentar um bloco de código basta fazer como mostra abaixo:

Markdown - bloco de código

{
  "nome": "Github",
  "descricao": "Repositório e rede social de códigos",
}
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

13. Ao infinito e além...

Agora que você já sabe um pouco de Git e Github, vamos pensar em como melhorar nossas práticas? Seguem algumas dicas do que procurar aprender.

  1. Aprenda como utilizar SSH com chave pública para não precisar digitar o Access Token ao realizar uma ação no Github pelo terminal.
  2. Aprenda sobre Pull Requests e Branchs.
  3. Aprenda a manipular as branchs de um repositório. Normalmente fazemos commits em uma branch de desenvolvimento, fazemos Pull Requests para a branch main e realizamos um Code Review (revisão do código para encontrar erros ou falta de padrões).
  4. Treine bastante e "commite" muito.

Referências

A STEP-BY-STEP guide to Git. Disponível em: https://opensource.com/article/18/1/step-step-guide-git. Acesso em: 28 nov. 2021.
GIT CHEAT Sheets. Disponível em: https://training.github.com/. Acesso em: 28 nov. 2021.
GIT DOWNLOADS. Disponível em: https://git-scm.com/downloads. Acesso em: 28 nov. 2021.
GIT FOR Windows. Disponível em: https://gitforwindows.org/. Acesso em: 28 nov. 2021.
GIT GUIDES. Disponível em: https://github.com/git-guides. Acesso em: 28 nov. 2021.
GITHUB Git Cheatsheet. Disponível em: https://training.github.com/downloads/pt_BR/github-git-cheat-sheet.pdf. Acesso em: 28 nov. 2021.
MARKDOWN Cheat Sheet. Disponível em: https://www.markdownguide.org/cheat-sheet/. Acesso em: 28 nov. 2021.

Discussion (0)