DEV Community

loading...
Cover image for Sistemas Operacionais
Sysadminas

Sistemas Operacionais

thebeaoliveira profile image Beatriz Oliveira Originally published at Medium Updated on ・4 min read

Os sistemas operacionais (SO) estão presentes em nosso dia a dia de maneira muito frequente, como, por exemplo, no seu notebook ou desktop, que possuem um SO rodando. Os mais comuns atualmente são: o GNU/Linux, o Mac OS e o Microsoft Windows. Geralmente, eles já vêm instalados, porém é possível substituí-los ou somente garantir que estejam sempre atualizados.

Os Sistemas Operacionais têm como objetivo gerenciar os recursos do sistema, por exemplo:

  • Possuir uma interface gráfica ou um terminal para o usuário acessar a máquina;
  • Gerenciar a comunicação com o hardware e outros dispositivos periféricos;
  • Gerenciar o compartilhamento de recursos, como memória, disco e CPU;
  • Criar o sistema de arquivos;
  • Outros.

No livro, Sistemas Operacionais: Projeto e Implementação, Tanembaum e Woodhull (2008, p. 24) explicam que “o conceito do sistema operacional como fornecendo principalmente uma interface conveniente para seus usuários é uma visão top-down (de cima para baixo). Uma visão alternativa, bottom-up (de baixo para cima), sustenta que o sistema operacional existe para gerenciar todas as partes de um sistema complexo”.

Tipos de Sistema Operacional

Trabalhando na área de infra, você vai ter muito contato com vários sistemas operacionais, pois cada um é escolhido de acordo com a demanda e com a necessidade do projeto. Dessa forma, é importante conhecer os mais utilizados. Segue abaixo uma lista com uma breve descrição dos sistemas operacionais mais usados atualmente.

Windows Server: O Microsoft Windows Server é um sistema operacional desenvolvido e comercializado pela Microsoft, baseado na arquitetura NT (New Technology). O Windows Server é uma ótima opção para uso do Active Directory ou para subir aplicações web em IIS (Internet Information Services), por exemplo.

Linux: O linux foi criado por Linus Torvalds, que disponibilizou o código fonte do SO com a licença GNU, com o objetivo de conseguir o apoio de outras pessoas desenvolvedoras para evoluir o Linux. Seu objetivo não era ganhar dinheiro com isso, mas sim criar um SO que pudesse ser usado no dia a dia. Atualmente, milhares de pessoas ao redor do mundo contribuem voluntariamente para o desenvolvimento do Linux, e isso permite que os usuários criem várias versões a partir do modelo original. É daí que nascem as distros. Vamos detalhar abaixo as mais conhecidas atualmente.

Sistemas Operacionais derivados do Linux

Ubuntu: O Ubuntu server é um sistema operativo, baseado no Debian. Diferente da versão para desktop, o Ubuntu server não instala a interface gráfica, ele é livre, porém, caso você precise, é necessário pagar pelo suporte.

CentOS: O CentOS é uma distro linux, distribuída pela Red Hat que utiliza o código fonte do Red Hat Enterprise Linux (RHEL). Ele também utiliza o gerenciador de pacotes RPM, que foi desenvolvido pela Red Hat. De modo geral, o CentOS é um sistema operacional muito utilizado em servidores e até em mainframes, justamente por ser bastante estável.

Debian: O Debian foi criado em 1993, por Ian Murdock e, atualmente, várias distros usam o Debian como base. As mais conhecidas são: Ubuntu, Kali Linux e Linux Mint. O Debian é conhecido por ser uma distro muito estável, pois cada nova versão é feita com alto nível de qualidade e testes. Além disso, é importante ressaltar que ela foi a primeira distribuição a permitir sua atualização para uma nova versão, sem a necessidade de reinstalar todo o sistema, graças à função de gerenciamento de pacotes, que reduz o tempo no processo de instalação ou de desinstalação de programas.

Se você quer aprender mais sobre sistemas operacionais, dê uma olhada nas dicas abaixo:

Sugestões de cursos
Introdução ao Linux, da Linux Foundation;
Fundamentos do Red Hat Enterprise Linux, da Red Hat, na edX;
Noções básicas de Linux - A interface da linha de comando, da Dartmouth, na edX;
Introdução ao Powershell, da Microsoft, na edX;
Windows Server 2016, da Microsoft, na edX;
Implantar, atualizar e migrar para o Windows 10, da Microsoft Learn.

Sugestão de livro
Sistemas Operacionais: Projeto e Implementação, de Andrew Tanenbaum e Albert Woodhull, da Editora Bookman.

Sugestões de certificações
Windows Server, da Microsoft;
Linux Essentials, do Linux Professional Institute.

Caso conheça outras indicações de livros, certificações ou cursos, fique à vontade para deixar nos comentários. Ficarei feliz em adicionar a esse post!

Esse texto faz parte do Guia de Infraestrutura de Tecnologia da Informação publicado no Medium, no dev.to, e na Open Library. Para checar todos os capítulos, clique aqui e acesse a Introdução.

Discussion

pic
Editor guide