DEV Community

loading...
Cover image for Inteligência emocional
Sysadminas

Inteligência emocional

thebeaoliveira profile image Beatriz Oliveira Originally published at Medium Updated on ・4 min read

Algumas pessoas acreditam que, ao entrar na área de TI, não vão precisar interagir com pessoas, apenas com hardware ou código, mas, na realidade, não é bem assim, pois em nosso dia a dia é preciso lidar com diversos indivíduos, sejam eles nossos colegas de trabalho ou até mesmo o próprio cliente. Por isso, é importante ter bastante compreensão, empatia e controle das emoções para garantir boas relações e também para manter o equilíbrio em situações de crise. Ter esse domínio nos ajuda a obter êxito na execução de projetos e atividades, além de tornar o ambiente de trabalho mais harmonioso.

Para escrever sobre esse assunto, contamos com o apoio da Ana Paula Lopes, que é psicóloga e responsável pelo time de pessoas da Cappta, onde trabalhamos juntas atualmente.

O que é a Inteligência Emocional?

A inteligência emocional é a capacidade de você entender suas emoções e, ao mesmo tempo, entender o que os outros sentem em diversas situações. Dessa forma, ter essa habilidade é importante em qualquer área de atuação e, inclusive acredito que essa é uma competência tāo importante quanto o conhecimento técnico, pois a falta de sensibilidade na maneira de se relacionar com outras pessoas ou não saber lidar com situações difíceis, pode prejudicar o desempenho de uma pessoa em seu ambiente de trabalho, o que gera consequências negativas para si próprio e para as pessoas que estão ao seu redor.

Por que a inteligência emocional é importante na área de Infraestrutura de TI?

Resolvi descrever alguns cenários que eu mesma já vivenciei na área de infra, em que precisei ter muita paciência, sensibilidade e equilíbrio para resolver.

Resolução de incidentes críticos: O time de infraestrutura geralmente é responsável por criar e suportar ambientes críticos, e isso demanda bastante cuidado e maturidade. Por se tratar de ambientes de alta criticidade, problemas como indisponibilidades ou degradações podem acontecer e afetar uma grande quantidade de usuários ao redor do Brasil ou do mundo, dependendo da escala do produto da sua empresa.
Quando isso acontece, o primeiro sentimento que pode aparecer é o de desespero, mas ele precisa ser controlado, para que você, juntamente com o seu time, consiga executar medidas de contingência ou correção do problema.
Por mais que você possua o conhecimento técnico necessário sobre a arquitetura da solução, as coisas podem ficar mais difíceis se o medo ou o desespero tomar conta de você durante a crise. Assim, pense que todos estão ali juntos para resolver e fazer dar certo, compartilhe o que achar importante com o time, mas também ouça o que eles têm a dizer. Confie e apoie o seu time em momentos como esse.
Por fim, utilize o momento de desenvolver o postmortem do incidente para avaliar o que aconteceu e aprender com o ocorrido para que ele não volte a se repetir.

Erros operacionais: Sabemos que por mais que a área de infraestrutura tenha muito a ver com aplicações, servidores, redes e afins, quem controla tudo isso são pessoas, e pessoas erram. É comum no meio de uma mudança ou execução de uma tarefa algo sair fora do esperado, seja por desatenção ou falta de conhecimento do processo. Portanto, quando você errar, não se sinta mal, procure mostrar que tem disposição para aprender com o erro e a consertá-lo; também não hesite em pedir ajuda, pois, nesses momentos, toda ajuda é bem vinda. E lembre-se: Você não é o seu erro!

Relacionamento e comunicação com outras áreas: A comunicação é uma habilidade essencial em qualquer área, e na TI não é diferente, muito menos na área de infraestrutura. Por isso, saber se comunicar, expor suas ideias e conhecimentos é muito importante.

As pessoas de infraestrutura precisam constantemente se comunicar com outros times, como o de negócio e desenvolvimento para planejar o lançamento de uma nova aplicação, ou reportar o status de uma tratativa de incidente para o time de relacionamento com o cliente, por exemplo.
Todos esses cenários que citei exigem que você fale de maneira transparente, sucinta e objetiva, pois você lidará com pessoas técnicas e não técnicas, e todas elas precisam entender o que você fala. A comunicação entre times é importante, faça dela um elo e não uma barreira.

Para aprender um pouco mais sobre inteligência emocional, de uma olhada nos cursos abaixo:

Inteligência Emocional e Coaching de Emoções, da Udemy;
Inteligência Emocional, da Descola;
[Inteligência Emocional](https://online.escolaconquer.com.br/soft-skills/inteligencia-emocional/, da Escola Conquer.

Caso conheça outras indicações de livros ou cursos, fique à vontade para deixar nos comentários. Ficarei feliz em adicionar a esse post!

Esse texto faz parte do Guia de Infraestrutura de Tecnologia da Informação publicado no Medium, no dev.to, e na Open Library. Para checar todos os capítulos, clique aqui e acesse a Introdução.

Discussion

pic
Editor guide