DEV Community

loading...

Métodos ágeis e Direito

ligialage profile image LigiaLage ・4 min read

Por que não aplicar métodos ágeis no Direito?

A filosofia ágil surgiu no âmbito do desenvolvimento de softwares e vem sendo muito discutida em muitas áreas ultimamente, como por exemplo indústria e educação .

A criação dos primeiros softwares seguia a lógica de criação por waterfall, onde cada etapa só tinha início após a conclusão da anterior, até a entrega final do produto. Isso queria dizer que o cliente só tinha a oportunidade de ter acesso ao resultado final quando tudo estivesse completo.

Esse modelo funcionou por um bom tempo, até que, em determinado momento, não fazia mais sentido entregar um produto completo para o cliente sem que o processo de criação fosse revisitado periodicamente.

O resultado da não medição frequente durante a elaboração de uma entrega é que, em muitos casos, as funções ou objetivos já haviam perdido o motivo de existir, consequência direta das constantes mudanças no mundo e na tecnologia.

Logo, tinha-se um cenário de produto finalizado e cliente descontente com o resultado: aquilo que lhe fora entregue já não tinha tanto sentido mais assim.

Exemplo de como o mundo muda rápido, e que algumas coisas vão perdendo o sentido com o decorrer do tempo

Nesse contexto, surge o manifesto ágil, declaração elaborada por dezessete signatários contendo diferentes abordagens e ideias de práticas que os próprios assinantes perceberam ter dado certo na prática. A declaração não tem a pretensão de ser uma receita de bolo, e por possuir a essência de algo que comporta constantes melhorias, é como se fosse uma espécie de Sagrada Família:está em um processo constante e ininterrupto de construção.

foto:Sagrada Família, em construção desde 1883
No manifesto ágil são apresentados quatro valores norteadores:

Os indivíduos e suas interações acima de procedimentos e ferramentas;

O funcionamento do software acima de documentação abrangente;

A colaboração com o cliente acima da negociação e contrato;

A capacidade de resposta a mudanças acima de um plano pré-estabelecido;

O manifesto ainda apresenta os princípios da agilidade, e a observação dos mesmos tornou o processo de desenvolvimento de softwares muito mais eficiente, vez que o resultado final tem probabilidade muito maior de agradar o cliente por verdadeiramente sanar a dor pré existente.

Mas e no contexto jurídico, como seria viável a aplicação da filosofia ágil?

Apesar de ter origem no desenvolvimento de softwares, a agilidade pode ser aplicada em diversos outros setores, inclusive o jurídico.

Isso porque alguns conceitos existentes na forma ágil de trabalhar são totalmente adequadas a qualquer realidade. O princípio de capacidade de resposta a mudanças, por exemplo, se enquadra em todos os casos, como todos observamos bem na atual pandemia de Covid -19.

Ainda, a evolução da agilidade pós-manifesto possibilitou a criação de novas práticas baseadas nos princípios e valores contidos no manifesto ágil, como por exemplo a criação de squads e frameworks híbridos. Como já mencionado, a agilidade segue sempre em constante evolução, para apresentar novas formas de executar o trabalho.

Como exemplo de aplicabilidade de práticas da agilidade, podemos considerar a priorização, que implica em mudança benéfica para toda uma equipe de escritório de advocacia ou área jurídica de empresa. Definir quais são os entregáveis mais importantes e realizar a elaboração dos mesmos de forma iterativa geram pendências menores e entregas mais rápidas.

O feedback, que na esmagadora maioria das vezes é tão subestimado dentro de escritórios de advocacia (seja porque sequer existe ou porque é feito de uma maneira equivocada) é essencial na aplicação de métodos ágeis, porque pode alterar o fluxo de priorização e permite que seja feita uma análise do trabalho que está sendo desenvolvido, enfatizando os pontos fortes e corrigindo eventuais erros.

Por exemplo, analisar como uma petição ou um parecer está sendo elaborado e dar feedback em relação ao processo, ao tempo gasto, e às estratégias utilizadas pode modificar totalmente a maneira de trabalhar, em relação a vários pontos como: fontes pesquisadas, formas de estruturar os textos ou o tempo necessário para construir uma peça.

É importante frisar que para um escritório ou empresa serem considerados verdadeiramente ágeis é fundamental a adesão ao ciclo curto, a priorização e ao feedback.

Portanto, a aplicação de conceitos da filosofia ágil em uma equipe jurídica agrega muito no trabalho desempenhado e na relação entre as pessoas, uma vez que o trabalho produzido será sempre acompanhado e avaliado, com constantes considerações sobre quais as melhores estratégias e o que deve, de fato, ser priorizado.

Em um ambiente em que geralmente existem muitas demandas e muitos prazos, a assistência frequente pode beneficiar toda a equipe,o que enfatiza a relevância de considerar métodos ágeis como opção a ser implantada.

Discussion

pic
Editor guide