DEV Community

loading...
Cover image for Realmente é possível aprender em bootcamps?

Realmente é possível aprender em bootcamps?

Laura de Oliveira
Tech Lead, project and process manager, organizational learning, knowledge management. Peopleware matters! ❤
・3 min read

Faz alguns meses que finalizei meu trabalho de conclusão do MBA em Educação Corporativa e Gestão do Conhecimento e trago aqui alguns pontos abordados na minha pesquisa. Recentemente publiquei o material no meu repositório do Github para que qualquer pessoa possa acessar.

O objetivo do artigo era traçar um paralelo entre três tipos de eventos bem conhecidos dos profissionais de tecnologia: os meetups, os hackathons e os bootcamps. Com isso, validar se esses eventos contribuem com a gestão do conhecimento de uma empresa de tecnologia e fazer alguns comparativos entre eles.

Um pouco de contexto

A gestão do conhecimento estuda os diversos métodos e processos para aquisição, organização e compartilhamento do conhecimento. O tema está diretamente ligado à gestão do capital intelectual das empresas, ou seja, o conhecimento contido nas pessoas que compõem as organizações. Sendo você profissional de tecnologia ou não, é muito provável que já tenha se deparado com a seguinte situação: você precisa de algum histórico sobre uma demanda que está fazendo e descobre que o responsável por aquilo não trabalha mais na empresa. Ninguém mais sabe onde ficaram os registros sobre aquela determinada demanda ou se eles algum dia existiram.

Em linhas gerais, a pessoa que detinha tal conhecimento sobre determinado processo pode não ter feito a documentação necessária ou não tomou nenhuma ação para compartilhá-la com o restante de sua equipe. O conhecimento não deve ser refém de um único portador, mas como compartilhar o que se sabe sem que se tenha estruturado algum processo que sirva como guia? É aqui que a gestão do conhecimento entra, em geral organizado nos setores de RH e Treinamento, a fim de entender quais conhecimentos são necessários à organização, como documentá-los da melhor forma e como fazer com que esse conhecimento seja difundido a todos que precisam.

Bootcamps for the win!

A pesquisa foi realizada com 24 profissionais de diversas áreas de uma empresa, em sua maioria desenvolvedores. As perguntas variaram entre saber o quanto os profissionais aprenderam participando de cada evento até o quanto foi possível inovar em seu trabalho com o conhecimento adquirido. Entre os três tipos de eventos estudados, o bootcamp se mostrou o mais proveitoso no que diz respeito a adquirir novos conhecimentos e colocá-los em prática no ambiente de trabalho, além de ter um resultado relevante no quesito "compartilhamento".

Bootcamps são cursos imersivos focados em prática e baseados em projetos da vida real. Comparados com a educação formal (graduação, tecnólogos, etc) ocorrem geralmente em um curto período de tempo e são focados em alguma tecnologia ou função específica. Tendem a criar ambientes bastante colaborativos, mesmo que virtuais, o que estimula também o desenvolvimento de competências interpessoais e as chamadas soft skills.

Mas e os hackathons?

A amostragem da pesquisa foi bastante pequena para desconsiderar os outros dois tipos de eventos, mas os hackathons em especial têm uma característica importante que pode ter um efeito contrário ao engajamento no aprendizado: a competitividade. Muitos desses eventos oferecem premiações para as soluções mais criativas ao problema apresentado. Além disso, em muitos casos você tem apenas algumas horas ou poucos dias para concluir um esboço de projeto ou até mesmo a solução final. Na minha opinião, hackathons podem ser ótimos criadores de MVPs ou provas de conceito, mas não fornecem aos participantes uma continuidade do aprendizado.

Concluindo

Cada um dos eventos pode cumprir um papel importante quando falamos em adquirir novos conhecimentos, seja na troca social que os meetups proporcionam ou no ambiente imersivo encontrado nos bootcamps. Cabe a análise de cada empresa ou time sobre os pontos que devem ser fortalecidos e qual método é o mais eficaz para cada grupo. O importante é sempre ter em mente que conhecimento se compartilha e compartilhar conhecimento consolida o aprendizado.

Discussion (0)