DEV Community

loading...

Blockchain e Cooperativismo lado a lado

André Rodrigues (Xor)
Web developer with domain in Back end and Front end.
・3 min read

(Imagens retirada do Google)

imagem-rede-comunicação

Não é segredo para ninguém que a pandemia está forçando diversos setores a buscarem se inovar em tecnologias que possam ajudar no gerenciamento de suas atividades, e que de certa forma impulsiona o crescimento dessas empresas. Quando falamos em crescimento de empresas, nós levamos em conta todo um ecossistema, pois, cada parte é de máxima importância para que possamos ter um progresso de uma empresa e com o cooperativismo não é diferente, podemos ter uma ideia com essa simples imagem:

Imagem-circulo-amigos

O ciclo do cooperativismo nos mostra que todos contribuem para o crescimento do sistema econômico, isso nos reforça a ideia de uma utopia onde temos um círculo e não uma pirâmide de sistema capital. Ok, vamos simplificar mais ainda com uma imagem que descreva esse círculo, veja:

Imagem-cooperativismo

Aplicando a blockchain no cooperativismo

Imagem-Blockchain

Chegamos ao ponto auto deste post onde iremos entender os impactos que a blockchain pode trazer para cooperativas de crédito, mas antes precisamos o que de fato é uma Blockchain, A Blockchain é um serviço que explora blocos de criptomoedas, a tecnologia também pode ser entendida como um livro de razão pública que realiza o registro de transações de criptomoedas, esse registro é realizado de maneira totalmente segura.

Ou seja, a blockchain registra essas informações como: a quantia de criptomoedas (ou outros tipos de moedas) transacionadas, autor do enviou, quem recebeu esse valor, quando essa transação foi realizada e em qual lugar do livro encontra-se registrada. Isso mostra uma total transparência da blockchain.

Apesar do ecossistema do cooperativista ser bem visto externamente pelos seus associados, as cooperativas de crédito enfrentam diversos desafios e uma delas é a questão de segurança, agilidade e a valorização da moeda que corre em seus cofres. Para solucionar esses entre outros problemas, a blockchain é uma excelente saída, pois, seus processos São transparentes e as aplicações tendem ter uma agilidade superior as comuns aplicadas nos sistemas que gerencia o real brasileiro entre outras moedas populares, também podemos destacar que o valor das criptomoedas são superiores ao real e que pode ser usado como meio de pagamento virtual. Com todas essas vantagens, o que falta para as cooperativas de crédito usarem a blockchain? Falta uma motivação e um processo de qualificação quanto aos funcionários que irão gerenciar as aplicações.

A blockchain e cooperativismo tem tudo para andarem de mãos dadas, pois, se observarmos um se encaixa perfeitamente ao ecossistema do outro. No Brasil, o Santander e o Itaú já estão aplicando esse modelo de tecnologia confiável, o futuro está aí e precisamos de ferramentas que sejam confiáveis, e a blockchain nos mostra sua transparência.

Bom, esse post não foi algo para mostrar de forma técnica o funcionamento da tecnologia, mas mostrar a combinação entre cooperativismo e a tecnologia blockchain, espero que tenham gostado, as vezes no futuro posso simular alguns exemplos de aplicações e apontar vários cases de sucessos. Um forte abraço a todos e até o próximo post :) .

Discussion (0)