DEV Community

loading...

Escalando aplicações no kubernetes com Datadog - parte 1

willianvalerio profile image Willian Valerio ・5 min read

Eae galera, beleza?

Esse é meu primeiro post aqui no dev.to e eu quero mostrar para vocês como utilizar o Datadog para escalar aplicações no Kubernetes.

O Datadog é uma ferramenta de monitoração que correlaciona os 3 pilares da observabilidade (métrica, APM e logs) em uma visão unificada. Isso facilita o troubleshooting e ajuda a quebrar os silos dentro de um ciclo de desenvolvimento. Além disso, você pode se beneficiar de alguns recursos que podem te ajudar na operação de um cluster de Kubernetes.

Se você utiliza ou está pensando em utilizar Kubernetes já deve ter ouvido falar no HPA. Com ele é possível escalar os pods horizontalmente baseado em CPU e Memória. Ele também permite o uso de métricas externas para esse controle e nesse post vou te mostrar como utilizar métricas de APM para escalar sua aplicação.

Show me the code

Eu executei esse exemplo em um Mac com Docker Desktop, você não precisa de um cluster para testar, uma configuração parecida ou um minikube já é o suficiente.

Todos os arquivos você vai encontrar aqui

Para esse exemplo vou usar uma aplicação em javascript que roda em node.js, essa aplicação é um exemplo de correlação de logs e traces utilizando a biblioteca morgan, o código fonte está aqui, mas para facilitar a nossa vida vou utilizar a imagem que já está no docker hub.

Então a primeira coisa que você precisa fazer é o clone do repositorio e entrar no diretório:

git clone https://github.com/willianvalerio/datadog-k8s-autoscaling.git 
cd datadog-k8s-autoscaling
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Deploy Datadog

Para utilizarmos o Datadog precisamos de uma API Key e para usá-lo como External Metric Provider precisamos também da Application Key, você pode criar ambas em Integrations > APIs diretamente na plataforma do Datadog.

Iremos utilizar o HELM para facilitar a vida. Configure as chaves geradas no arquivo values.yaml

datadog:
  apiKey: APIKEY
  appKey:  APPKEY
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Após configurar as chaves, basta rodar os comandos abaixo para efetuar o deploy:

Obs.: Deixei habilitada no arquivo values.yaml a instalação do kube-state-metrics. Caso você esteja rodando em um cluster que já tenha, basta desabilitar.

helm repo add stable https://kubernetes-charts.storage.googleapis.com/ && helm repo update
helm install datadog -f values.yaml stable/datadog
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Aguarde alguns segundos até que os pods estejam ready:

$ kubectl get pods
NAME                                          READY   STATUS    RESTARTS   AGE
datadog-bln2p                                 3/3     Running   0          26s
datadog-cluster-agent-7c499cd4cd-kls5p        1/1     Running   0          26s
datadog-kube-state-metrics-685c6df99b-7c85k   1/1     Running   0          26s
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Simplificando um pouco da arquitetura:

  • O agent do datadog roda como um Daemonset
  • O Cluster agent roda como um Deployment e nele que o HPA irá buscar as métricas

Caso queira entender todos os detalhes, recomendo a leitura desse post

Deploy Aplicação

Para fazer o deploy da aplicação basta executar o comando abaixo:

kubectl create -f nodejs-morgan.yaml
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Caso você queira acessar a aplicação basta usar o port-forward e acessar em http://localhost:30000

kubectl port-forward service/nodejs-morgan 30000:3000
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Mas no nosso caso vamos usar um outro deployment para gerar o tráfego necessário:

kubectl apply -f some-traffic.yaml
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Deploy HPA

Antes de efetuar o deploy do HPA, vamos dar uma olhada nele

apiVersion: autoscaling/v2beta1
kind: HorizontalPodAutoscaler
metadata:
  name: nodejs-morgan
spec:
  minReplicas: 1
  maxReplicas: 10
  scaleTargetRef:
    apiVersion: apps/v1
    kind: Deployment
    name: nodejs-morgan
  metrics:
  - type: External
    external:
      metricName: trace.express.request.hits
      metricSelector:
        matchLabels:
            service: nodejs-morgan
      targetAverageValue: 9
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Aqui vão os detalhes:

  • Em metricName informamos a métrica que iremos buscar no Datadog
  • Em matchLabels informamos qual(is) tags serão utilizadas como filtro. O Datadog trabalha com tags, entao você sempre vai utilizar o valor de uma tag, que pode ser service, kube-container-name e etc.
  • Em targetAverageValue informamos o valor que irá disparar o autoscaling

Você pode usar qualquer métrica e qualquer tag no HPA, para saber exatamente a tag e a métrica você pode consultar em Metrics > Summary, exemplo:

Metrics Summary Datadog

Agora sim, basta efetuar o deploy do HPA:

kubectl create -f hpa.yaml
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Depois de alguns segundos você já consegue ver que o HPA está coletando as métricas do datadog(não se apegue ao valor XXXXm, é um comportamente esperado):

$ kubectl get hpa
NAME            REFERENCE                  TARGETS         MINPODS   MAXPODS   REPLICAS   AGE
nodejs-morgan   Deployment/nodejs-morgan   3334m/9 (avg)   1         10        1          98s
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Vamos soltar o cachorro

Vamos ao Datadog.

Para facilitar, deixei um dashboard pronto e o json esta aqui. Para importá-lo, basta criar um novo Dasboard em Dashboards > New Dashboard

Alt Text

Digite: Kubernetes AutoScaling e clique em New ScreenBoard

Alt Text

Clique na engrenagem do lado direito e depois em Import dashboard JSON

Alt Text

Agora basta arrastar o arquivo ou copiar e colar o conteúdo do json e o dash estará pronto:

Alt Text

Agora efetue o deploy abaixo para aumentar o tráfego na aplicação:

kubectl apply -f heavy-traffic.yaml
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Aguarde alguns instantes e você vera no dash o aumento das réplicas:

Alt Text

Você pode confirmar dando um get no HPA:

$ kubectl get hpa
NAME            REFERENCE                  TARGETS         MINPODS   MAXPODS   REPLICAS   AGE
nodejs-morgan   Deployment/nodejs-morgan   6334m/9 (avg)   1         10        4          20m
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Diminua o tráfego novamente e acompanhe as réplicas diminuindo:

kubectl apply -f some-traffic.yaml
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Dash:

Alt Text

Conclusão

Com esse exemplo é possível ir além das métricas de CPU e Memória e utilizar o Datadog para escalar suas aplicações baseado na quantidade de requests.

Como eu disse anteriormente, é possível utilizar desde métricas de APM como latência e requests, até métricas de infra como entrada/saida de rede e IO de disco.

No próximo post vou falar como você pode usar o WPA, um CRD desenvolvido pela Datadog que estende o HPA e que pode te ajudar a fazer um melhor controle do comportamento do autoscaling.

Valeu pessoal! Qualquer dúvida pode deixar um comentário ou me procurar :)

Discussion (2)

pic
Editor guide
Collapse
osnibjunior profile image
Osni B. Junior

Difícil achar um conteúdo assim bom em português. Parabéns!

Collapse
willianvalerio profile image
Willian Valerio Author

Valeu mano! To precisando de tempo pra fazer a parte 2, em breve sai.