DEV Community

Cover image for Não trabalhe mais que 8 horas por dia
Vinicius Dacal
Vinicius Dacal

Posted on

Não trabalhe mais que 8 horas por dia

Construir uma carreira e ser um profissional reconhecido, exige muito esforço. Eu cresci acreditando nessa ideia e provavelmente você também. Com essa ideia em mente, muitas vezes assumimos muito mais responsabilidades do que o necessário e acabamos nos sobrecarregando, e isso tudo acaba se refletindo em uma jornada de trabalho muito além do recomendável. Focamos em demonstrar esforço e esquecemos de focar no mais importante.

O primeiro erro

Ainda nos primeiros anos da minha carreira, surgiu a oportunidade para eu me tornar sócio da agência que eu trabalhava. Nós estávamos com muito trabalho para ser finalizado e tínhamos contas atrasadas e eu sentia que as 8 horas de trabalho não estavam sendo o suficiente. Por essa razão, eu comecei a estender meu horário no trabalho.

Ao invés de sair às 18:00, eu comecei a sair às 20:00 horas. Essas duas horas a mais, logo não pareciam ser o suficiente, então eu decidi continuar trabalhando até as 22:00 horas. Conforme os dias e meses foram passando, eu fui alongando minha jornada, de minuto em minuto, até que eu estava saindo a meia noite da empresa!

Eu saia meia noite e tinha que estar lá às 08:30 no outro dia. Se você já passou por algo parecido, você deve saber o impacto negativo que isso causa a saúde mental e física de uma pessoa. Eu me sentia exausto, incapaz e isso gerou um resultado proporcionalmente inverso ao meu objetivo.

O que aconteceu comigo, e que eu só consegui entender tempos depois, foi o fato de que, quanto mais eu estendia minha carga horária, menos eu produzia durante a semana.

Desenvolvimento de Software não é linha de produção

Desenvolvimento de software, assim como outras áreas, exige um grande esforço mental. Exige foco e concentração. Ao contrário do que muita gente pensa, não é algo que pode ser mensurado em “Quantas linhas de código você produz por hora”.

Uma mesma solução pode ser alcançada em 5 minutos ou 8 horas, dependendo de como você está naquele dia. Sem contar as soluções que você só consegue resolver quando abre mão do código. As vezes você passa horas e horas tentando resolver algo, até que dá o seu horário e você vai para casa. No outro dia você volta e resolve o problema em 10 minutos.

Isso acontece por N motivos. Um desse motivos, se deve ao fato de você ter trocado de ambiente, logo você pode ter pensado no problema de outras perspectivas. Outro motivo, é que você simplesmente deu tempo para o seu cérebro fazer as conexões necessárias entre o problema e suas experiências passadas. As vezes é tentando NÃO resolver o problema, que você o resolve.

Quando eu estava fazendo uma jornada de 14h por dia, os problemas pareciam cada vez mais difíceis e pouco eu produzia. Eu não conseguia manter o foco, eu queria assistir vídeos, ouvir podcasts, eu queria fazer qualquer outra coisa, o que me impedia de focar e ser produtivo. Isso porque minha mente estava exausta, eram os sinais que meu cérebro me dava que aquela rotina estava fazendo mal a mim.

Ao mesmo tempo, eu queria “mostrar trabalho”, pois foi me dada a oportunidade de ser sócio. O problema é que eu achava que demonstrar trabalho e esforço, era trabalhar mais e mais horas.

Passaram-se alguns meses até que eu percebi que eu não chegaria a lugar algum com aquela rotina e aos poucos eu consegui melhorar minha carga horária. Muitas coisas aconteceram e eu acabei recebendo a oportunidade de me mudar e trabalhar em uma empresa que eu respeito muito, a Coderockr.

A incompetência disfarçada de esforço

Trabalhando na Coderockr, minha visão mudou mais ainda em relação a jornada de trabalho. Algumas vezes, meu líder me via sentado, trabalhando às 18:30 e falava algo mais ou menos assim: “O que tá fazendo aí ainda? Não vai para casa descansar? O que tiver que resolver, resolve amanhã. O dia hoje já acabou!“.

Um dia, tomando um café com a equipe e conversando sobre isso, ele comentou que uma vez leu um livro sobre gerenciamento de projetos, algo como: “Trabalhar mais que 40h por semana não demonstra esforço, demonstra incompetência. Nós precisamos saber organizar nossas tarefas e alinhas as expectativas, para que elas se encaixem nas 40h”. Ressaltando que a incompetência não está necessariamente atribuída ao dev, mas pode estar ligada ao gerente que prometeu mais do que deveria.

Isso ajudou a eu me organizar e levar uma rotina mais branda. Saber que eu poderia ir para casa e que ninguém ficaria decepcionado por eu não entregar uma tarefa naquele mesmo dia.

Depois de trabalhar dois anos com essa equipe, eu busquei novos rumos e comecei a trabalhar na BEN, eu conto um pouco mais sobre isso nesse post: Um novo horizonte.

Eu também compartilhei um pouco da minha experiência trabalhando com eles quando eu completei dois anos de empresa, você pode conferir nesse post: Dois anos de Coderockr

Cuidado para não repetir o erro

Na BEN, nós sempre tivemos um horário flexível e normalmente trabalhamos de 6h a 8h por dia. Até hoje, em três anos de trabalho, foi pedido apenas por uma semana que estendêssemos nosso expediente em uma hora por dia para podermos concluir uma entrega.

Porém, mesmo após ter passado por uma situação semelhante no passado e ter aprendido a lição, eu voltei a cometer os mesmos erros. Eu pegava uma tarefa e tinha a ideia que eu precisava entregá-la no mesmo dia. Isso fez com que eu começasse a estender meus horários de trabalho novamente. E esse erro é ainda mais fácil de cometer trabalhando de casa, uma vez que você já está em casa, então por que não continuar mais 10 minutinhos não é mesmo? E esses 10 minutos se tornam 30 e depois se tornam horas.

Não assuma mais responsabilidades do que você possa cumprir

E muito do que me levava a fazer tudo isso, era o fato de assumir responsabilidades desnecessárias. Por exemplo: Pegava uma tarefa para corrigir um bug, que levaria em torno de uma hora, mas eu resolvia reescrever todo o código envolvido, pois o código era legado.

Uma vez eu fiz isso com um formulário complexo e isso me custou uma noite inteira sem dormir. Porque afinal, o tempo alocado para a tarefa era 1 hora então não fazia sentido eu falar que levei 8h ou 16h. Até porque eu mesmo sabia que não tinha uma necessidade de refatorarmos o formulário naquele exato momento.

Claro que eu fazia isso de boa vontade, porque eu queria ter um código atualizado, que fosse fácil de dar manutenção. O problema é que esse formulário foi removido da aplicação pouco tempo depois. Ou seja, eu assumi uma responsabilidade desnecessária e no fim, aquilo não gerou valor para nossos usuários ou para nossa empresa.

Essa situação teria sido totalmente diferente se eu tivesse conversado com meu líder sobre reescrever o formulário e tivesse sido transparente em relação a quantas horas levaria. Provavelmente ele teria dito para não reescrever, e aquela era a decisão certa.

E essa situação se repetiu por duas ou três vezes, porque isso se torna um vicio difícil de ser corrigido.

E eu estou te contando tudo isso, pra que você não cometa esses mesmos erros e foque no que realmente é importante. O seu líder, gerente ou quem é que está acima de você, pode até ficar feliz de ver seu esforço, mas se você realmente quer ser reconhecido, foque em entregar resultados.

Todos os reconhecimentos que recebi até hoje, não estavam ligados a eu trabalhar 18 horas em um dia, mas sim, naquela bug crítico que eu levei 5 minutos para resolver porque eu soube manter a calma. Ou por entregar uma feature redondinha, com atenção aos detalhes, mas sem precisar estender meus horários.

O foco deve estar na entrega de resultado e valor

Então lembre-se, tão importante quanto você trabalhar, é você descansar e aproveitar o seu tempo livre. Isso vai ajudar você a manter a sua mente saudável e vai trazer mais felicidade e menos estresse na sua vida. Será mais fácil manter o foco e produzir durante a sua jornada normal.

E novamente, foque no valor e resultado gerado, e não no esforço.

PS: Se você gostou desse artigo e se você se sente sobrecarregado assim como eu também me senti inúmeras vezes, eu recomendo fortemente que você leia esse artigo também: Você precisa dizer NÃO.

Gostou do post e das dicas? Ajude-nos a divulgar compartilhando nas redes sociais para que mais pessoas tenham acesso! ❤️️

Não esqueça de se inscrever na nossa newsletter!

Discussion (0)