DEV Community 👩‍💻👨‍💻

Cover image for Motivo 1: A linguagem dos palavrões
Oswaldo Linhares
Oswaldo Linhares

Posted on

Motivo 1: A linguagem dos palavrões

No meu primeiro post eu mencionei que não entrei de início no mundo laboral de tecnologia por alguns motivos. Esse é o primeiro post de uma série que vou explicar meus motivos.

Por que estou escrevendo sobre isso? Ao longo do caminho que trilhei fiz duas pós graduações, as fiz pensando em dois pontos chaves: conhecimento e networking. Só que por incrível que pareça conheci mais gente na mesma situação que a minha do que o oposto. E acredito que essa série de posts possam de alguma forma contribuir ou até mesmo direcionar quem está perdido.

Em meados de 2005 o mundo da tecnologia era completamente diferente, como diz uma colega de trabalho: "Era tudo mato" - VILLWOCK, Luiza.

Aprendi a programar em pascal, ela acabou sendo uma linguagem base para muitas disciplinas subsequentes e importantes como: estrutura de dados, compiladores e etc.

Enfim entramos na orientação a objetos, os conceitos iniciais sobre OO e a prática com UML eram maravilhosos, afinal permitia desenhar todo sistema e dava uma visão geral do produto. Só que o desenvolvimento de software não pode ficar apenas no mundo da imaginação, ele precisa ser materializado, e foi aí que o famigerado JAVA entrou, confesso que foi ódio a primeira vista.

Era inconcebível pra mim escrever múltiplas palavras e linhas para simplesmente imprimir um Hello World. O próprio comando de impressão na tela é um palavrão System.out.println("Hello world."). Não havia escapatória, nosso primeiro encontro foi marcado por uma má vontade mútua e eu iria odiar JAVA o resto da minha vida. Java é uma linguagem relativamente complicada e verborrágica. Programar nessa linguagem era trabalhoso, lento e burocrático.

Eu até entendo que era a necessidade do momento, fábricas de software precisavam de mão de obra, só que infelizmente foi algo que ajudou a me afastar do mundo da tecnologia naquele momento. Escolhi ajudar nos negócios familiares e exercer meu lado administrador.

Pode ser que você esteja sentindo o mesmo nesse momento, o sentimento de não gostar do que está aprendendo, de não simpatizar com o que teve que aprender no passado. Isso é totalmente natural, mas você precisa saber os motivos disso, Sou eu? Ou isso realmente é uma porcaria tirânica? Possuo alguma outra escolha?

Uma das coisas que acredito é que boa parte do nosso tempo diário, gastaremos trabalhando, por isso é necessário galgar um ambiente de trabalho e função que sejam prazerosos. No início da vida laboral isso pode ser complicado mas a experiência e tempo no currículo te darão o poder da troca e de escolha, te darão empoderamento.

Entrar em tecnologia na área de programação não é algo relativamente fácil, alguns conhecimentos não são triviais e são de extrema importância, tais como: lógica de programação e algoritmos. Então não confunda o que explanei aqui com uma possível situação de iniciante.

E lembre-se: Tecnologia não é só programar, existem inúmeros caminhos que você pode seguir dentro de uma empresa de tecnologia. Quanto mais experiências você tiver mais certo do caminho estará.

SPOILER

♥️ Ruby

Até Breve 👋

Top comments (1)

Take a look at this:

Settings

Go to your customization settings to nudge your home feed to show content more relevant to your developer experience level. 🛠