DEV Community

Maiqui Tomé 🇧🇷
Maiqui Tomé 🇧🇷

Posted on

Elixir: Dockerizando Aplicações Phoenix 🐳

Neste post vamos aprender a colocar nossas aplicações Phoenix em contêineres e a gerenciar vários deles utilizando Docker Compose.

Para começar, vamos criar uma aplicação sem banco de dados para entender bem como funciona, e depois sim, vamos criar uma aplicação com banco de dados e usando docker-compose.

⚙️ Criando o Projeto sem Ecto (sem Banco de Dados)

  • Versões usadas neste projeto:
    • elixir 1.13.3-otp-24
    • erlang 24.1.5

Crie uma aplicação Phoenix com o comando:

$ mix phx.new dockerizando_sem_ecto --app blog --no-ecto
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

link do projeto no github: https://github.com/maiquitome/dockerizando_sem_ecto

🐳 Criando a Imagem Docker sem Ecto

Vamos configurar o contêiner da nossa aplicação Phoenix, criando um arquivo com o nome Dockerfile na raiz do projeto com o seguinte conteúdo:

# imagem base
# Alpine é uma imagem mínima do Docker baseada no Alpine Linux com um índice de pacotes completo e apenas 5 MB de tamanho!
FROM elixir:1.13.3-alpine

# instalando o gerenciar de pacotes do elixir
RUN mix local.hex --force && \
    mix local.rebar --force

# também funciona essa sintaxe:
# RUN mix do local.hex --force, local.rebar --force

# copiar tudo da raiz do projeto para o contêiner docker
COPY . .

# instalar as dependencias
RUN mix do deps.get, deps.compile

# executar o servidor
CMD ["mix", "phx.server"]
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

.dockerignore

Agora podemos criar um arquivo também na raiz do projeto chamado .dockerignore para colocarmos os arquivos que devem ser ignorados pelo Docker, ou seja, não vão ir para dentro do contêiner.

Vamos colocar alguns arquivos que podemos querer ignorar, mesmo que alguns deles não estejam no nosso projeto, vamos colocar para exemplo, pois algum dia você pode querer colocar um arquivo semelhante:

_build/
deps/
.elixir_ls/
.git
.github
.gitignore
.editorconfig
.circleci
helm/*
terragrunt.hcl
README.md
docker-compose*
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Construindo a Imagem

$ docker build -t app/blog .
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Executando o comando docker images no terminal, podemos constatar que a nossa imagem foi criada:

$ docker images         
REPOSITORY   TAG      IMAGE ID       CREATED         SIZE
app/blog     latest   eae5a6582cdd   3 minutes ago   105MB
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

ou no Docker Desktop:
Image description

Criando um Contêiner

$ docker run app/blog
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Executando o comando docker container ls ou o comando antigo docker ps no terminal, podemos constatar que o nosso contêiner foi criado:
Image description

No Docker Desktop:
Image description

Após, podemos constatar que a aplicação está rodando na porta 4000:
Image description

Então, vamos tentar acessar a aplicação:
Image description

E recebemos a mensagem que este site não pode ser acessado. Isso acontece, pois, a nossa aplicação está na porta 4000 dentro do contêiner. Para acessar precisamos executar o comando abaixo passando uma porta, neste caso a porta 8000:

$ docker run -p 8000:4000 app/blog 
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

E agora conseguimos acessar a nossa aplicação dentro do contêiner:
Image description

Caso você receba a mensagem This page ins't working:
Image description

Altere o arquivo config/dev.exs trocando {127, 0, 0, 1} para {0, 0, 0, 0}
Image description

Adicionando um diretório de trabalho (WORKDIR)

Se executarmos o comando docker run -it app/blog sh e depois um ls podemos notar que os arquivos do contêiner estão misturados com os arquivos da aplicação:

Image description

Vamos adicionar no aquivo Dockerfile o comando WORKDIR:

FROM elixir:1.13.3-alpine

WORKDIR /app

...
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Vamos verificar que agora ficou mais organizado:
Image description

⚙️ Criando o Projeto com Ecto (com Banco de Dados)

Agora vamos criar uma aplicação Phoenix com banco de dados:

$ mix phx.new dockerizando_com_ecto --app blog
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Link do projeto no github: https://github.com/maiquitome/dockerizando_com_ecto

🐳 Criando a Imagem Docker com Ecto

Vamos usar o mesmo Dockerfile do projeto anterior, criar a nossa imagem e subir um contêiner da nossa aplicação:
Image description

Após isso, recebemos um erro, informando que a conexão com o banco de dados falhou. Para resolvermos isso vamos aprender a usar o docker-compose.

🐳 Criando o Arquivo docker-compose

O Docker Compose serve para iniciar vários conteiners.

Crie um arquivo na raiz do projeto chamado docker-compose.yml.

version: "3" # versão do docker-compose
services: # serviços que precisamos colocar em conteiner
  # e um desses serviços é a nossa aplicação.
  app: # nome da nossa aplicação, pode ser qualquer nome, nesse caso vamos dar o nome de app
    build: 
      context: . # context é o diretório onde a gente está
    ports: # pra executar o docker run precisamos passar a porta
      - "8080:4000" # o `-` no yml significa que é um array
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Este código do arquivo docker-compose.yml irá executar o Dockerfile e, para isso, vamos executar no terminal o comando docker-compose up:

$ docker-compose up
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Image description

Image description

Mesmo com o erro do banco de dados, acesse a porta 8080:
Image description

No momento, o docker-compose está servindo apenas para fazer o build da imagem do nosso projeto.

📜 Criando o arquivo SH

Remova o comando CMD ["mix", "phx.server"] do arquivo Dockerfile.

Crie um arquivo na raiz do projeto chamado docker_dev_start.sh.

mix ecto.drop # destrói o banco de dados
mix ecto.setup # cria o banco de dados e executa o arquivo seeds
exec mix phx.server # sobe o servidor
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Agora vamos fazer executar este script dentro do docker-compose.yml. Como estamos em uma máquina Alpine, adicione o seguinte comando command: /bin/sh docker_dev_start.sh. Se a máquina fosse um Windows, por exemplo, o comando seria diferente.

version: "3" # versão do docker-compose
services: # serviços que precisamos colocar em conteiner
  # e um desses serviços é a nossa aplicação.
  app: # nome da nossa aplicação, pode ser qualquer nome, nesse caso vamos dar o nome de app
    build: 
      context: . # context é o diretório onde a gente está
    command: /bin/sh docker_dev_start.sh # executa o script do arquivo docker_dev_start.sh
    ports: # pra executar o docker run precisamos passar a porta
      - "8080:4000" # o `-` no yml significa que é um array
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Ao executarmos docker-compose up recebemos um erro:
Image description

Para funcionar, precisamos construir novamente a imagem e, para isso, pode usar o comando:

$ docker-compose up --build
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

🗃 Configurando o banco de dados no docker-compose

Mas ainda temos o erro de conexão com o banco de dados, por isso, precisamos incluir o contêiner do postgres e configurar ele:

version: "3"
services:
  app:
    build: 
      context: .
    command: /bin/sh docker_dev_start.sh
    ports:
      - "8080:4000"
  # adicione a configuração abaixo
  db: 
    image: postgres
    environment:
      POSTGRES_PASSWORD: postgres
      POSTGRES_USER: postgres
    ports:
      - "5432:5432"
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Altere de localhost para db no arquivo config/dev.exs:
Image description

E, como alteramos os arquivos, precisamos fazer o build novamente:

$ docker-compose up --build
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Agora funciona, mas ainda temos um problema:
Image description

Precisamos fazer com o db execute totalmente primeiro e, pra isso, vamos colocar uns comandos:

version: "3"
services:
  app:
    build: 
      context: . 
    command: /bin/sh docker_dev_start.sh
    ports:
      - "8080:4000"
    # adicione o depends_on e o links
    depends_on:
      - db # nosso app depende do db para funcionar
    links:
      - db
  db: 
    image: postgres
    environment:
      POSTGRES_PASSWORD: postgres
      POSTGRES_USER: postgres
    ports:
      - "5432:5432"
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

E, como alteramos os arquivos, precisamos fazer o build novamente:

$ docker-compose up --build
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

E, agora sim, o db executou primeiro:

Image description

DICA: Podemos executar também em background usando o comando:

$ docker-compose up -d 
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Discussion (4)

Collapse
guisfits profile image
Guilherme Camargo

Parabéns, me ajudou muito 👏

Collapse
maiquitome profile image
Maiqui Tomé 🇧🇷 Author

Bacana Guilherme!!! fico feliz por ajudar :)

Collapse
gabriel137 profile image
Gabriel Cardoso

Muito bom

Collapse
maiquitome profile image
Maiqui Tomé 🇧🇷 Author

valeeu :)