DEV Community

Cover image for Nasce um programador
Leoni Mella
Leoni Mella

Posted on

Nasce um programador

E ai pessoal, Leoni aqui, voltando a publicar depois de quase um ano sem publicar nada 😮.

Para ganhar um pouco de inércia na criação de conteúdo eu queria contar para vocês como que eu comecei a programar e como construí a minha carreira no desenvolvimento.

Apesar de ser um tema bastante documentado, acredito que cada pessoa tem uma experiência única e por isso vim aqui contar um pouco do que passei, então bora lá!

Antes da programação só existia o caos!

Acho importante dizer logo de cara que eu nem sabia o que era programação, na realidade eu não tinha ideia do que queria fazer da vida.

E os primeiros anos da minha "carreira" refletiu bastante esse problema, pois sem saber muito bem o que fazer, fui aproveitando as oportunidades que apareciam.

Fui de montador veicular à assistente de compras, passando por corretor de imóveis, motorista Uber e algumas tentativas de "empreender" fracassadas.

Pois é, eu fazia o que aparecia na esperança de encontrar algo que eu realmente gostava.

Escrevi meu primeiro código no final de 2014, enquanto era corretor de imóveis, pois queria criar um site para anunciar os imóveis que eu poderia vender.

Resultado? Não fiz site nenhum e não aprendi a programar também. Beleza, vida que segue, mas gostei muito de ter aprendido um pouco sobre criação de sites e ter uma introdução a HTML e CSS

Até que no final de 2015 eu fui demitido do meu emprego de assistente de compras, que aliás eu achava um saco (talvez por isso mesmo eu tenha sido demitido...) e resolvi dar mais uma chance para "aprender a criar um site"

E daí em diante, não parei mais! 🚀

Nasce um programador

Ainda em 2015 eu comprei o curso Design and develop a killer website with html5 and css3 na Udemy.

É um curso bem simples sobre criação de websites usando HTML e CSS. Concluí o curso bem rápido e comecei a praticar criando sites pequenos para alguns amigos, tudo na faixa.

Depois de achar que tinha dominado bem HTML e CSS comecei a estudar JavaScript e PHP também em cursos onlines.

Depois de uns 5 meses eu senti que dava pra arriscar algumas entrevistas e comecei a montar um portfólio básico.

E foi em maio de 2016, 7 meses depois de começar a programar que consegui meu primeiro trabalho como Desenvolvedor Front-End!

Pausa para uma reflexão

Eu entendo o quanto eu fui privilegiado aqui. Minha vida estava estável o suficiente para que eu dedicasse 6 a 7 meses a uma prática sem precisar me preocupar com a minha sobrevivência uma vez que sai com uma grana da minha demissão e ainda morava com os meus pais.

Muita gente que está lendo isso não tem condição alguma de fazer, de pausar a vida para se dedicar a algo que elas gostem, por isso sou muito grato pela oportunidade que tive.

No entanto, mesmo sem dispor desse tempo ainda é possível aprender a programar. Se você tem esse objetivo, não desista e saiba que você tem uma comunidade de desenvolvedores e desenvolvedoras incríveis que vão te ajudar a chegar onde você quer.

Se dedique o quanto você conseguir, mesmo que for só alguns minutos por semana e tenha consistência que o resultado vai chegar, foque no longo prazo e tente fazer pequenas coisas, mas faça!

O primeiro emprego

Comecei a trabalhar em uma agência digital fazendo temas institucionais no WordPress para os clientes que eles possuíam. Eu era o único desenvolvedor lá e o trabalho era bem tranquilo.

Mas devo confessar que eu não fazia ideia de como era programar um tema de WordPress antes de fazer a entrevista nesta agência 😅.

Eu tinha um curso comprado que ensinava exatamente isso, mas nunca tinha feito ele e durante a entrevista quando me perguntaram se eu sabia mexer com o WordPress eu dei uma leeeeve enrolada, joguei um "veja bem..." e "conheço o básico" e assim que eu saí da entrevista fui correndo para casa começar o bendito curso Hahahaha.

Eu sei, não foi o mais correto a se fazer, mas eu tinha certeza que eu conseguiria aprender a tempo e apesar de eu não entender especificamente o WordPress eu já tinha uma boa base de PHP, por isso senti essa confiança.

No final, tudo deu certo. Trabalhei nesta agência por quase um ano e depois saí dela procurando um lugar de volta na minha cidade natal, São Paulo, mas a experiência toda lá foi excelente.

4 anos depois...

Uma vez que você consegue um emprego como programador o crescimento na área fica mais fluído e natural.

Frequentemente você precisa aprender a usar uma ferramenta, linguagem ou recurso que você não conhece e aí você começa a estudar, praticar e implementar essas coisas novas e com isso vai montando um repertório cada vez maior de conhecimento.

E foi exatamente assim que eu passei esses últimos 4 anos, desde que comecei a programar. No meu caso as coisas aconteceram mais ou menos assim:

1) Primeiro emprego HTML e CSS, com uma pitada de PHP e JavaScript.

2) Segundo, mergulhando um pouco mais no desenvolvimento de temas em WordPress e entendimento mais profundo em PHP, MySQL e JavaScript.

3) Terceiro, agora trabalhando como Fullstack em PHP, pude aprender a utilizar frameworks como: Laravel, Symfony.

4) Quarto, programador back-end em 3 linguagens principais: PHP, Elixir e Python. Diversas outras ferramentas nessas linguagens aprendidas e utilizadas.

É incrível ver como cada coisinha nova que aprendo vai se acumulando nesse, agora, grande repositório de conhecimento. O que me permite crescer cada vez mais.

É claro que nessa contagem eu listei apenas as experiências que agregaram todo mundo vai passar por perrengues, mas no meu caso eles foram exceções bem raras (ainda bem) e sinceramente não merecem o meu tempo - nem o seu.

A melhor profissão do mundo

Ok, talvez não seja, mas eu amo o que faço.

É muito legal ver o quanto eu era perdido, profissionalmente, e como estou agora... fazendo o que amo realmente!

Apesar disso eu penso na programação como um meio e não um fim. Eu descobri no que eu sou bom e quero utilizar dessa habilidade para construir uma vida melhor para mim e minha família.

Pra mim, programação é uma habilidade, uma ferramenta e não um objetivo de vida.

E espero tirar o máximo de proveito dessa habilidade e poder ajudar pessoas que também desejam aprender como dominá-la.

E pra encerrar

O melhor de programar é a comunidade. Sempre muito colaborativa e preocupada em fornecer conteúdo de qualidade e acessível.

Por isso, recentemente, passei a produzir conteúdo na esperança de conseguir devolver um pouco todo o conhecimento que adquiri para essa comunidade maravilhosa e ajudar tantos outros que estão começando nessa jornada.

Se você gostou desse artigo, não deixe de me seguir aqui, e em outras plataformas onde eu produzo conteúdo. Gosto de conversar sobre programação e se tiver alguma dúvida ou gostaria de algum conselho, não se acanhe! Pode me procurar!

  • Meu perfil aqui, na comunidade Dev: leonimella
  • Meu Twitter, praticamente a única rede social que uso ferquentemente @LeoniMella
  • Meu canal de lives na Twitch: MrLeoni, essa é minha forma preferida de gerar conteúdo!
  • E não podia faltar, meu perfil no Github: leonimella

E como sempre, obrigado pelo seu tempo e até a próxima 🖖

Discussion (0)