DEV Community

loading...

Enfrentando a síndrome do impostor e problemas de gerenciamento de tempo

leonardofaria profile image Leonardo Faria ・3 min read

This is the Portuguese version of the post Facing importor syndrome and time management issues that I wrote back on April. A few weeks after sharing my thoughts, Glaucio Oliveira translated the post and shared it on his Linkedin. Now, I am including the translation in my blog and here.

Frequentemente ouço pessoas falando sobre síndrome do impostor e problemas de gerenciamento de tempo. Às vezes ouço sobre esses problemas por parte de um amigo, um subordinado, e ocasionalmente de mim mesmo. Somos sempre desafiados por esses problemas, e eles podem afetar nosso ânimo, nossa capacidade de ser produtivo, e nosso julgamento.

Temos dias onde tudo funciona bem, e também temos dias ruins, onde tudo parece dar errado. Essa montanha-russa emocional pode nos fazer duvidar de nossas realizações e pode criar um medo persistente de sermos expostos como uma fraude.

Existem algumas coisas que você pode fazer para se lembrar de que você é incrível:

  • Mantenha um diário com registros de realizações: esse exercício diário treinará seu cérebro para se sentir mais confiante.
  • Foque em seus pontos fortes, especialmente quando você está em uma nova função no trabalho, use seus talentos naturais para agregar valor a sua função.
  • Busque vitórias rápidas, pois elas o ajudarão a construir uma reputação de alguém adepto de uma habilidade específica.

Problemas com gerenciamento de tempo também afetam nosso senso de ter o trabalho concluído. Às vezes, o problema começa no início, quando nos é atribuída uma tarefa que pode não fazer muito sentido. Vamos para por um momento e pensar nos níveis de incerteza de uma tarefa:

  1. Bem esclarecido
  2. Com algumas dúvidas
  3. Entendido, porém não familiarizado com a abordagem
  4. Conhece a área, mas não a direção
  5. Pouco claro no geral

Como a incerteza afeta o gerenciamento do tempo? Se algo é bem compreendido, é muito improvável que você fique confuso e as coisas naturalmente tomarão o tempo inicialmente estimado. Começando a fase “com algumas dúvidas”, você precisa ter cuidado, pois a incerteza afetará tanto seu gerenciamento de tempo, quanto seu senso de conquistas. A boa notícia é que você sempre pode usar esse problema como uma oportunidade para melhorar.

  • Com algumas dúvidas: Encontre a melhor pessoa qualificada para responder suas perguntas. Se a descrição da tarefa não for clara o suficiente, vá até a pessoa que a criou. Se a questão é técnica, fale com um desenvolvedor da equipe que pode ajudá-lo.
  • Entendido, porém não familiarizado com a abordagem: Se você entendeu o panorama geral, mas não está confiante com a abordagem, fale com outro desenvolvedor e peça ajuda. Essa é uma boa oportunidade para “programação em par”.
  • Conhece a área, mas não a direção: Essa é uma boa oportunidade para conversar com outra pessoa desenvolvedora e ouvir seus pensamentos iniciais. Elas podem ter uma opinião de como começar a atividade, ou serão capazes de sugerir boas referências para consultar.
  • Pouco claro: Se o problema na atividade não está claro, esclareça. Se a abordagem técnica não está clara, converse com outras pessoas desenvolvedores, considere ter uma sessão de programação em par, e fale com outras pessoas de sua equipe para entender sua abordagem nesse trabalho.

Em geral, síndrome do impostor é algo que todos veremos em algum momento de nossas carreiras. É algo que já lidei, mas acho que enfrentar essa luta oferece uma excelente oportunidade para refletir sobre minhas habilidades e descobrir novas áreas de potencial aprendizado. Com essas sugestões em mente, espero que você consiga melhorar seu senso de confiança e auto-eficácia em sua vida profissional.

--

Photo credit: roller coaster (Pixalbay)

Discussion

pic
Editor guide