DEV Community

guilhermegarcia86
guilhermegarcia86

Posted on • Originally published at programadev.com.br on

Versionando o banco de dados com Flyway

Bancos de dados são ferramentas importantíssimas que são utilizadas na construção de aplicações, existem muitas opções de bancos de dados disponíveis e cada uma atende a uma necessidade específica. Com o advento dos microsserviços e a ideia de cada aplicação administrar o seu próprio estado, os bancos de dados confirmam a sua importância.

Mas criar, atualizar e deletar colunas e tabelas não é uma tarefa das mais simples em grandes aplicações ou com cenários complexos, o Flyway surge como uma ferramenta para facilitar as migrações e o versionamento nos bancos de dados.

Contudo o Flyway não é um bala de prata e nem tem a intenção de substituir a função de um DBA , o FLyway é uma ferramenta para nos ajudar no dia-a-dia.

Adicionando o Flyway no projeto

Vou adicionar o Flyway em um projeto que já existe e utiliza o MySQL como repositório de dados.

É uma aplicação Java com Maven então é só adicionar a dependência no pom.xml:

<!-- Flyway -->
<dependency>
    <groupId>org.flywaydb</groupId>
    <artifactId>flyway-core</artifactId>
</dependency>
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Configurando Properties

É necessário configurar os dados de conexão do banco no Flyway. Como estamos usando Spring Boot podemos adicionar isso no arquivo application.yml:

spring:
  flyway:
    url: jdbc:mysql://${DATABASE_HOST:localhost}:${DATABASE_PORT:3306}/${DATABASE:register}?createDatabaseIfNotExist=true
    user: ${DATABASE_USER:root}
    password: ${DATABASE_PASSWD:root}
    schemas:
    - ${DATABASE:register}
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Aqui configuramos a url, user, password e o schema que o Flyway irá usar para se conectar no banco de dados.

Adicionando os Scripts

Vamos adicionar os scripts que o Flyway irá rodar, para isso precisamos criar a pasta dentro de resources na nossa aplicação, por padrão o Flyway irá procurar pelo caminho resources/db/migration então basta criar os diretórios e adicionar os scripts.

Outro padrão do Flyway para gerenciamento de versão dos scripts é a convenção de nomenclatura dos arquivos, eles seguem o padrão V seguido do número da versão acompanhado de underline exemplo:

V1_1__meu-script.sql

Para essa aplicação vamos ter dois scripts iniciais, um para criar as tabelas e outro para executar a carga inicial:

V1_0__create_tables.sql:

create table perfil (
    id integer not null auto_increment,
    name varchar(255),
    primary key (id)
) engine=InnoDB;

create table user (
    id integer not null auto_increment,
    email varchar(255),
    pass varchar(255),
    primary key (id)
) engine=InnoDB;

create table user_perfis (
    user_id integer not null,
    perfis_id integer not null,
    primary key (user_id, perfis_id)
) engine=InnoDB;

alter table user_perfis add constraint perfil_id_constraint foreign key (perfis_id) references perfil (id);

alter table user_perfis add constraint user_id_constraint foreign key (user_id) references user (id);
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

V1_1__init.sql:

INSERT INTO register.`user`
(email, pass)
VALUES('jonhdoe@email.com', '$2a$10$JgDI7KttG8BX9AO.3mGTref9mjDxHKtx3sjqnaP3Vq88BzUNxA38S');

INSERT INTO register.perfil
(name)
VALUES('USER');

INSERT INTO register.perfil
(name)
VALUES('ADMIN');

INSERT INTO register.user_perfis
(user_id, perfis_id)
VALUES(1, 1);
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Executando o Flyway

Quando iniciamos a nossa aplicação o Flyway é automaticamente iniciado e executa os scripts, a saída no console da aplicação é parecido com isso:

INFO 77800 --- [restartedMain] o.f.c.internal.license.VersionPrinter : Flyway Community Edition 7.1.1 by Redgate
INFO 77800 --- [restartedMain] o.f.c.i.database.base.DatabaseType : Database: jdbc:mysql://localhost:3306/register (MySQL 8.0)
INFO 77800 --- [restartedMain] o.f.core.internal.command.DbValidate : Successfully validated 2 migrations (execution time 00:00.152s)
INFO 77800 --- [restartedMain] o.f.c.i.s.JdbcTableSchemaHistory : Creating Schema History table `register`.`flyway_schema_history` ...
INFO 77800 --- [restartedMain] o.f.core.internal.command.DbMigrate : Current version of schema `register`: << Empty Schema >>
INFO 77800 --- [restartedMain] o.f.core.internal.command.DbMigrate : Migrating schema `register` to version "1.0 - create tables"
INFO 77800 --- [restartedMain] o.f.core.internal.command.DbMigrate : Migrating schema `register` to version "1.1 - init"
INFO 77800 --- [restartedMain] o.f.core.internal.command.DbMigrate : Successfully applied 2 migrations to schema `register` (execution time 00:00.625s)
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Aqui podemos ver a mensagem de que o script foi executado com sucesso, mas o que acontece se executarmos a nossa aplicação novamente?

INFO 78443 --- [restartedMain] o.f.c.internal.license.VersionPrinter : Flyway Community Edition 7.1.1 by Redgate
INFO 78443 --- [restartedMain] o.f.c.i.database.base.DatabaseType : Database: jdbc:mysql://localhost:3306/register (MySQL 8.0)
INFO 78443 --- [restartedMain] o.f.core.internal.command.DbValidate : Successfully validated 2 migrations (execution time 00:00.115s)
INFO 78443 --- [restartedMain] o.f.core.internal.command.DbMigrate : Current version of schema `register`: 1.1
INFO 78443 --- [restartedMain] o.f.core.internal.command.DbMigrate : Schema `register` is up to date. No migration necessary.
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Podemos ver que os scripts são validados porém o Flyway consegue gerenciar se o script já foi executado, isso acontece graças a tabela flywayschemahistory que guarda as informações dos scripts executados:

| instaled_rank | version | description | type | script | checksum | installed_by | installed_on | execution_time | success |
|---------------|---------|---------------|------|-------------------------|-------------|--------------|---------------------|----------------|---------|
| 1 | 1.0 | create tables | SQL | V1_0__create_tables.sql | 1225588812 | root | 2021-01-11 17:57:36 | 460 | 1 |
| 2 | 1.1 | init | SQL | V1_1__init.sql | -1406395169 | root | 2021-01-11 17:57:36 | 27 | 1 |
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Essa tabela trás informações que servem para o Flyway se gerenciar e gerenciar os scripts.

Flyway em um banco já populado

Se adicionarmos o Flyway em uma aplicação que já possui um banco de dados populado ocorrerá um erro, mas podemos resolver isso com uma configuração simples no application.yml:

spring:
  flyway:
    baseline-on-migrate: true
Enter fullscreen mode Exit fullscreen mode

Código fonte

Segue o código no GitHub

Discussion (0)