DEV Community 👩‍💻👨‍💻

Rita Alamino for Feministech

Posted on

Quem se sente seguro na internet?

Quem é que se sente segura realizando transações na internet hoje em dia? Eu nem consigo contar nos dedos a quantidade de pessoas que já sofreram algum tipo de golpe na internet. Desde produtos que não existem em aplicativos até sites falsos que prometem produtos bem abaixo do preço. Na criatividade em como passar a perna em alguém o céu parece ser o limite. Já que eu não consigo acabar com todo os golpes de uma vez só, eu preciso descobrir como me defender.

Pensei esses dias e conversei com meus clientes sobre como todos que eu atendi neste mês tinham um padrão. Todos, sem excessão já tiveram algum problema com golpes, e de certa forma, lideram de formas diferente com esses traumas. As pessoas mais jovens já aprenderam a lição, são “mais descoladas” e efetuam suas transações com segurança. Entretanto as pessoas mais velhas ainda se limitam por medo.

A melhor solução que eu vi para esse tipo de problema é, formalizar a transação no MEU TEMPO. Se o vendedor me apressa ou o site coloca limite de tempo para eu finalizar a compra, eu PARO, RESPIRO e só termino a compra quando tenho certeza absoluta de que estou ciente de tudo que envolve aquela transação. Como eu já tenho mais prática com esse tipo de coisa e faço isso com mais frequência, eu concluo mais rápido. Porém quando algo é novo, eu não me permito afobar. (É claro que de vez em quando acontece, mas o importante é continuar tentando.)

Portanto, ao fazer compras, assinatura de contratos ou qualquer coisa que se não houver atenção pode se desdobrar em dor de cabeça, VÁ DEVAGAR, REVISE QUANTAS VEZES FOR NECESSÁRIO, SE SINTA 100% SEGURA, CONHEÇA BEM O QUE ESTÁ FAZENDO. Fazendo isso, a tranquilidade chega de forma natural, pela confiança em nós mesmos.

Top comments (0)

🌚 Friends don't let friends browse without dark mode.

Sorry, it's true.