DEV Community

Diego Novais
Diego Novais

Posted on

A história do Ruby

Todos nós, desenvolvedores, precisamos e devemos conhecer a história por detrás das tecnologias que utilizamos, e, assim, saber qual o real motivo de sua existência. Acredito que através desse conhecimento, consigamos aproveitar o melhor que estas tecnologias têm a nos oferecer.

Mesmo trabalhando há algum tempo com Ruby, percebi que chegou o momento de “afiar o machado” e aparar as arestas do meu conhecimento sobre a stack que uso no meu dia a dia.

Sendo assim, hoje iremos conhecer um pouco sobre a história da linguagem Ruby.

O criador

Yukihiro Matsumoto, mais conhecido como Matz nasceu em 14 de abril de 1965 em Osaka no Japão.

Matz foi um programador autodidata até o final do ensino médio.

Matsumoto formou-se em 1990 em Ciência da Informação pela Universidade de Tsukuba (localizada no nordeste de Tokio), com foco em linguagens de programação.

Matz começou a trabalhar no projeto do Ruby em 1993 (3 anos depois de formar). No início, o objetivo era criar uma linguagem de script que nenhuma outra poderia oferecer na época.

Para ele, as linguagens de programação Perl e Python não era o que ele procurava. Ele procurava por uma linguagem totalmente orientada a objetos e fácil de usar.

Na verdade, Perl e Python não foram as únicas influências em Ruby...

... Matsumoto disse que em sua experiência anterior em uma ferramenta de email, escrito inteiramente em Emacs Lisp, o ajudou a compreender sobre o funcionamento interno do Emacs e da linguagem Lisp. E com isso trouxe o modelo de objeto do Ruby.

Além disso, ele adicionou um sistema de passagem de mensagens no estilo Smalltalk, que forma a base para qualquer comportamento que dependa do Ruby #method_missing.

Matz trouxe também características das linguagens de programação Ada e Eiffel para o Ruby.

Em um outro momento Matsumoto disse que, na verdade, o objetivo do Ruby é ajudar todos os programadores do mundo a serem produtivos, a gostar de programar e serem felizes.

Curiosidades sobre o Ruby e Matz

  • Um fato bastante curioso foi que Matz deu início a escrita da sua primeira linguagem de programação em uma folha de papel quando tinha por volta dos seus 17 anos de idade.

Ainda não era a linguagem Ruby, mas, além de inspiração para a criação do Ruby, tinha como comparação à linguagem Pascal e Lisp.

Diz a lenda que Matz perdeu suas folhas de papel com a sua primeira linguagem e nunca as encontrou.

  • Matz então ficou bastante conhecido pela criação da linguagem Ruby. Mas sua fama não para por aí. Ele também é reconhecido por seu comportamento agradável e gentil, o que gerou o ditado conhecido pela comunidade Rubista: “Matz is nice and so we are nice" (Matz é legal e nós somos legais), comumente abreviado como MINASWAN.

  • Dizem as lendas que Matz falava com sua filha enquanto pensava e trabalhava nas características da linguagem Ruby.

  • Ruby quase se chamou Coral. Sim, é sério! Matz e seu colega, Keiju Ishitsuka, estavam conversando por mensagem e pensando em nomes para a nova linguagem. Matz se inspirou em nomes de joias para representar seu significado e prestígio.

Em um brainstorm de ideias o nome Coral veio em segundo lugar. Chegaram a pensar em Diamante e Safira, mas eram muito longos e difíceis de digitar.

E então, o Keiju lembrou que Ruby é sua pedra de nascimento (talvez uma superstição ou algo assim).

Contextualizando, uma pedra de nascimento é uma pedra preciosa que representa o período de nascimento de uma pessoa, que geralmente é o mês. Neste caso, Julho é representado pelo Ruby, assim os dois acabaram aprovando Ruby como o nome oficial da linguagem.

A linguagem

Ruby foi lançado oficialmente em 1995 e rapidamente ficou popular no Japão.

Logo após seu lançamento, Matz foi contratado por um grupo japonês de consultoria de software chamado Netlab (também conhecido como Network Applied Communication Laboratory) para trabalhar com Ruby em tempo integral.

Em 2000, apenas cinco anos após seu lançamento, Ruby era mais popular no Japão do que Python, mas estava apenas começando a chegar em outros países.

Havia bastante conteúdo em japonês para discussão sobre Ruby mas isso mudou gradualmente à medida que a consciência de Ruby cresceu. E em 2000, Dave Thomas publicou Programming Ruby, o primeiro livro em inglês a cobrir Ruby. Já em 2002, os conteúdos sobre Ruby em inglês tinham mais tráfego do que os conteúdos originais em japonês.

Em 2005, Ruby havia se tornado mais popular, mas ainda não era uma linguagem de programação convencional.

Isso mudou após o lançamento do framework Ruby on Rails, quando o interesse por Ruby disparou pelo mundo.

Atualmente, pode-se dizer que Ruby é uma das linguagens de programação mais popular do mundo de acordo com o ranking TIOBE.

A comunidade

A linguagem Ruby em todo o seu ecossistema possui uma das comunidades de software considerada uma das mais ativas e receptivas, o que possibilita você ter mais facilidade para aprender e tirar suas dúvidas em um curto intervalo de tempo.

Nossa comunidade no Brasil está de portas abertas para te receber.

As comunidades brasileiras de Ruby catalogadas até o momento:

Ruby Brasil

  • Telegram: @rubybrasil

Ruby de Goiás

  • Telegram: @guru_go

Ruby do Distrito Federal

  • Telegram: @rubydf

Ruby de Pernambuco

  • Telegram: @frevoonrails

Ruby de Ceará

  • Telegram: @guru_ce
  • Slack: guru-ce

Ruby do Piauí

  • Telegram: @gurupithe

Ruby de São Paulo

  • Telegram: @gurusp

Referências:

Discussion (0)