DEV Community 👩‍💻👨‍💻

Carol Soares
Carol Soares

Posted on

O que eu fiz errado na aprendizagem autodidata de tecnologia

Durante os últimos (quase) três anos tenho diariamente estudado, trabalhado e colocado em prática conhecimentos de tecnologia que adquiri quando decidi mudar de área. Acontece que o processo de estudar uma coisa totalmente nova, do zero e sozinha, não foi o grande mar de rosas que dizem os posts sobre autodidatas por aí, mas por sorte, você pode aprender com os erros que eu cometi - e quem sabe isso facilite o seu processo de aprendizagem.

Todas os tópicos abordados nesse texto são baseados na minha experiência pessoal e claro, pode não se aplicar diretamente ao seu momento de vida, carreira ou estudos.

Subestimei as bases de computação

Após entender algumas das áreas que poderia trabalhar em tecnologia eu decidi que queria ser uma desenvolvedora front end e com isso, fui fazer pesquisas sobre o que eu deveria estudar. Nesse processo, encontrei listas enormes de frameworks e posts de "melhores linguagens de programação", ainda não convencida eu começei a trocar ideias com algumas pessoas em meetups* e recebi os conselhos de que deveria aprender HTML e CSS, pois essas seriam as bases importantes antes de partir para algum framework ou linguagem de programação.
Bom, deu certo - mas não da melhor maneira. Acontece que com o tempo eu comecei a não entender coisas como a lentidão de algumas aplicações que desenvolvia, o porquê de algumas coisas se comportarem de maneiras distintas em determinados ambientes e até a resolver problemas de lógica mais complexos (e que me economizariam uma ótima quantidade de linhas de código).
Tudo isso se deu pelo fato de que eu pulei etapas importantes e que no dia a dia fariam meu código ser mais limpo, legível, leve e eficaz. A ânsia por ver as coisas acontecendo na tela e de aprender algo "mais fácil" acabou complicando muito mais as coisas para a Carol do futuro.
Se você hoje quer aprender ou está aprendendo a programar recomendo fortemente que estude Lógica, como funciona a internet, como funcionam computadores e programas, estrutura de dados, arquitetura etc.
A pessoa programadora do futuro vai te agradecer por facilitar a vida dela.

Li demais, pratiquei de menos

Essa é a clássica. Quando se procura por qualquer tipo de conteúdo de tecnologia na internet você encontra inúmeros posts, tutoriais, tweets, videos e agora até podcasts com maneiras diferentes de se fazer as coisas, porém, isso me trouxe um desvio de foco absurdo e uma neura sem tamanho de ficar verificando as informações em lugares diferentes - o que atrapalhou não só a quantidade da prática, mas também a qualidade dela.
Acredito que a melhor maneira de se aprender algo é também praticar - mas não de qualquer jeito - com foco. Ter ciclos de descanso e finalizar algo que você começou, desde aquele simples CSS até uma aplicação por completo.
A falta de prática nos coloca num estado inseguro e ansioso por mais tutoriais e informações que não vão conseguir compreender até ver aquilo funcionando, para assim saber onde temos mais dificuldades e podermos ser assertivos e eficazes com as pesquisas.

Estudei de maneira desconexa

Este tópico é totalmente relacionado ao anterior, por conta da grande quantidade de conteúdo, evento e pessoas dispostas a ajudar me deu aquela vontade de aprender um pouco de tudo sabe? E veja, isso não é ruim, mas para quem está estudando (principalmente no meu caso, que era uma transição de carreira) é importante uma lineariedade nos estudos, se as coisas não estiverem correlacionadas muito dificilmente a gente consegue resolver algum problema, dar uma manutenção ou entender aquele código posteriormente.
Você pode sim querer (e é ótimo isso)saber sobre um pouco de cada área, mas tenha um objetivo claro de como isso se relacionaria com o que você precisa saber hoje e se for o caso, guarde o assunto para ser visto em um outro momento.

Não segui um cronograma

Estudos eficazes são ciclícos e precisam de repetição e conexão. Como você já pode perceber acima, a minha ansiedade de ver as coisas acontecerem e de aprender muito, fez com que eu me atrapalhasse no processo, tivesse horários estranhos de estudo, quantidades sempre exageradas e pouca eficassia. Com o tempo eu percebi a importancia de aprender a estudar direito, com um tempo dedicado, foco e ter claro o que eu precisava fazer naquele momento - uma agenda de estudos mesmo.

  • Segunda das 07:00 as 08:00 - Styled Components
  • Terça das 19:00 as 20:00 - Git avançado

No meu método de estudar hoje, eu uso um board no Trello com os cursos que estou fazendo (nunca faço mais de 2 ao mesmo tempo), cada card eu transformo em um módulo do curso e vou movendo conforme ele vai sendo feito. Também uso o Pocket para salvar textos e artigos que quero ver depois e nos minutos finais de estudos eu os leio, se for algo simples eu já tiro da lista assim que terminar e se for mais complexo eu crio um card para estudá-lo depois. Intercalo os cursos e faço conforme posso, tento reservar uma hora por dia (de segunda à sexta) e se possível deixo que os assuntos sejam relacionados para facilitar o aprendizado.

Neguei a importância da academia

O acesso a universidade é elitista e exclusor, esse tópico é do ponto de vista de alguém que tem o privilégio de poder cursar uma, mas que escolheu não fazer.

Eu que já tinha feito um curso de quatro anos, que tinha me tirava a energia por ter que cruzar a cidade no ritmo casa > trabalho > faculdade, tinha pavor em ouvir sobre pisar numa universidade de novo. Tinha planos futuros de quem sabe fazer um mestrado, mas isso muito lá com a Carol do futuro meeeeesmo. Me escondi no quentinho de conseguir aprender as coisas online e com alguns cursos presenciais e começei a espalhar a a premissa simplista de que em tecnologia não precisa fazer faculdade - até porque você não aprende a programar na faculdade e blá blá blá.
Realmente eu não conheço ainda uma pessoa que programa dizendo que aprendeu isso na faculdade, mas ai que tecnologia é bem mais que escrever código...lembra do tópico lá em cima sobre as bases de computação? Então! Aprende na faculdade. Pesquisa,matemática, desenvolvimento de soluções através de tecnologia e até aquela possibilidade de trabalhar no exterior é facilitada com seu diploma na mão. Por isso eu repito, você não precisa cursar uma graduação ou algo do tipo, mas se puder, faça - isso faz diferença não só para a sua jornada profissional mas também para o mercado em si.
E ah, a Carol do futuro vai cursar Análise e desenvolvimento de sistemas :)

Descansei pouco

Repete comigo:
Qualidade não é quantidade.
Qualidade não é quantidade.
Qualidade não é quantidade.
Pois bem, diminui horas de sono, de diversão e de ócio pra ficar estudando e só eu sei como isso acabou comigo. Aumentou a dificuldade de foco, de entendimento e de conectar os conteúdos por conta dessa pressa.
Claro que em alguns momentos precisamos sacrificar um pouco dessas coisas, mas ter isso como prática, não é nada sustentável.
Estude um pouco por dia, pratique, matenha frequência e descanse - andar um pouco todo dia é melhor que correr um dia só.


Abaixo, algumas coisas que eu gostaria de ler/conhecer antes desse processo e que pode te ajudar:

Os caminhos da engenharia de software: o que estudar
O que significa estar acima da média?
The student guide to Trello


*meetups: encontros que acontecem online ou presencialmente organizados pela plataforma Meetup e que abordam assuntos diversos.


Se você gostou desse texto, tem alguma experiência pra compartilhar ou alguma crítica a fazer - use e abuse dos comentários, eu vou adorar a sua participação.
Dê corações, unicórnios e compartilhe esse post com alguém que possa se interessar.

Top comments (21)

Collapse
 
vssaanjos profile image
Vanessa Anjos

Adorei o texto!! principalmente por tocar no ponto da universidade que por vezes é desmerecida em posts com este tema. Também fiquei com uma curiosidade, como você organiza os assuntos e objetivos que está aprendendo/ quer aprender ? Estou no inicio da programação (foco em backend) e depois de ver dicas fiz um trello de guia com assuntos que quero aprender, só que ainda está confuso acompanhar/seguir ele rs

Collapse
 
carolcode profile image
Carol Soares

Prometo que o próximo post vai ser sobre isso :) Ai ja deixo modelinho do Trello e tudo mais

Collapse
 
lobocode profile image
Vitor Lobo • Edited on

Ví bastante humildade no texto. Principalmente em assumir que outrora você tinha uma postura arrogante mediante a acadêmia. Eu já passei por isso (e também fiz Análise e Desenvolvimento de Sistemas), e tinha uma postura parecida...tinha!

Hoje a gente vive uma máxima de acesso a tudo de maneira muito fácil...e nem sempre é igualmente fácil lidar com tanta informação. Gerenciar nosso tempo, criar uma rotina, ter um cronograma, organizar nosso ambiente, criar métricas e metodologias de estudo, manter o foco, não procrastinar ou procrastinar menos, experimentar o que funciona melhor com você...para aprender melhor. Isso não é uma tarefa fácil em nossos tempos.

Agora que você sabe bem das suas dificuldades e deficiências, está mais fácil para seguir em frente....visto que enquanto houver sopro de vida, haverá aprendizado!

Collapse
 
mariojvr profile image
Mario Rodrigues

Carol, texto sensacional! Estou vivendo uma transição profissional. No meu caso dentro da própria área de TI. Saindo de Banco de Dados para Desenvolvimento. E me identifiquei em diversas partes do texto, isso pra não dizer todas! rs
Ajudou muuuuuuito, ótimas dicas. Obrigado.

Collapse
 
devandydias profile image
Anderson Dias

Show seu texto. Vai me ajudar muito seguindo seus conselhos, até porque estou começando nessa área também. Uma das coisas é ir até o fim na faculdade (até porque pensei em trancar e focar somente em cursos online), mas como tu disse, toda a base está nela. Agora só preciso colocar em prática a questão da organização que será sucesso. Obrigado por compartilhar essa experiencia, pelo que vi ajudou e vai ajudar muito mais pessoas que estão iniciando ou pretendem iniciar no universo da programação.

Collapse
 
kalecio profile image
Kalécio

Parabéns pelo texto, ficou show! Essa parte de cronograma é algo que eu realmente preciso adotar pra minha vida, confesso que me identifiquei bastante com a parte de descansar pouco hahaha, acredito que na verdade a falta de planejamento levam às noites mal dormidas.

Collapse
 
ramosdesigner profile image
Marcião Ramos

Mto bom o texto. É exatamente o que estou passando. Faço um curso técnico de DS, e sinto que a bagunça e a falta de foco é geral. Serve apenas para um direcionamento no caso de um iniciante. Eu prefiro me aprofundar em uma disciplina por vez, assim como sua dica! ;)

Collapse
 
jonatascd profile image
Jønatas C D

Essas dicas são bem boas e nunca saem de moda.

Collapse
 
pcfmello profile image
Paulo Cesar Ferreira de Mello

Minha trajetória tb... De motoboy a programador, sem nenhuma faculdade, mas com as mesmas dificuldades suas. Parabéns! 👏🏼👏🏼👏🏼

Collapse
 
helderubi profile image
Helder S Ribeiro

Muito legal o relato. Fiquei curioso sobre a decisão de mudar de área em si. Tem alguma coisa publicada sobre como foi esse processo pra vc, que motivações teve, dúvidas, etc. e como tomou a decisão final? Obrigado por compartilhar!

Collapse
 
uncledev profile image
Fernando dos Santos

Igual minha trajetória nesse mundo incrível da Programação.

Collapse
 
tamirfaria profile image
tabarel prolixo, o sunga de amianto

Ei Carol, que ótimo saber que não é raro pessoas passarem por esse perrengue! Hoje estudo arquitetura e urbanismo, e tô me enfiando na área de tecnologia, tentando achar pontos em comum em ambas as áreas, e não surtar com o desespero de querer aprender tudo de uma vez!
Valeu pelas dicas! Espero que a partir disso, nossa caminhada seja mais pé no chão!
Forte abraço.

Collapse
 
vickandressadev profile image
Victoria Andressa Faria

Que trajetória incrível, e texto também!
Sempre tive essa dificuldade no foco para estudar e uma coisa que agravou muito foi o acesso a várias linguagens num curto espaço de tempo, a faculdade tem uma parcela de culpa, rs.

Hoje a história é outra! Faz 1 ano que estou me dedicando nos estudos em mobile iOS (swift), participo dos encontros e sempre que posso procuro exercitar. As vezes sinto que não estou caminhando, mas no fundo no fundo eu sinto esses passinhos, rsrs.

Vou seguir o seu conselho de cronograma! <3
Obrigada pelas dicas!

Collapse
 
malaquiasdev profile image
Mateus Malaquias

Nossa Carol adorei o texto que coragem de expor seus erros! Vou passar pra frente, tem muita gente que precisa ler isso!!

❤️

Collapse
 
giselyalves13 profile image
Gisely Alves Brandão

Praticar pouco e estudar de maneira desconexa foram duas coisas que eu fiz demais! Fui aprendendo mta coisa por demanda sem entender as conexões entre elas

Collapse
 
marcelxsilva profile image
Marcelo Silva

Que texto incrível

12 APIs That You Will Love

>> Check out this classic DEV post <<