DEV Community

loading...
Cover image for UX no Design de Landing Pages

UX no Design de Landing Pages

coderstudio profile image Eric ・7 min read

1.O que é uma landing page?

As “landing pages”são páginas na Internet desenvolvidas especialmente para um objetivo específico e normalmente uma página onde usuários são conduzidos a partir de uma campanha de marketing. Como a tradução literal descreve, são páginas de aterrissagem, e portanto, é um espaço destinado a uma ação específica, como por exemplo realizar a compra de um produto digital ou inscrever-se em um boletim informativo.

Ao contrário das páginas da Web estáticas ou de artigos de blog publicados regularmente, as landing pages são normalmente ferramentas autônomas de vendas que não dependem de outras plataformas e que tem o único objetivo de converter usuários a leads qualificados.

Em geral, essas páginas contêm muito menos informações, elementos e links do que as homepage de um site normal. A intenção de uma landing page é persuadir e direcionar o usuário a completar uma ação comumente descrita como “call to action” ou chamada para ação positivando assim a conversão do usuário a lead.

As estratégias para alcançar a conversão são inúmeras e facilmente encontradas com uma simples consulta na Internet. Porém, é unânime o fato de todas utilizarem estratégias de marketing de venda e disposição de elementos visuais de modo a despertar o interesse e impulso por seguir em direção a realizar a proposta da landing page.

Nesse sentido, os conceitos de experiência de usuário (UX), que vão além da simples navegação ou interação em páginas web tornam-se muito evidentes e intrínsecos a estratégia de conversão para as landing pages.

2.Experiência de usuário (UX)

Muito do sucesso de páginas de captação de clientes estão relacionadas ao impacto emocional que causam em seus usuários. Diferente dos conceitos acerca do design centrado no usuário que inquestionavelmente revolucionou os processos de criação de interfaces, o design de landing pages vai além da usabilidade, facilidade e clareza de informações.

O Design de interfaces para landing pages não negligência nenhum dos conceitos visuais ou de ergonomia citados acima, mas aprofunda-se de forma considerável nos fundamento de UX (User Experience) que como comentado anteriormente está ligado a motivação e impulso.

Aliado ao fator visual e emocional o design de landing pages deve também traz elementos de marketing estratégico de venda que conduzem o potencial cliente para o consumo de um produto ou serviço. Nesse contexto, técnicas de marketing se tornam fundamentais pra a elaboração de interfaces de landing pages e reafirmam a estratégia de vendas.

A base para uma experiência de usuário bem-sucedida é uma estratégia claramente articulada. Saber tanto o que queremos que o produto alcance para nossa organização e o que queremos que ele alcance para nossa os usuários informam as decisões que devemos tomar sobre cada aspecto da experiência do usuário. Mas responder a essas perguntas simples pode ser mais complicado do que parece [James Garrett 2011].

2.1 Definindo uma estratégia baseada em UX

De acordo com Jesse James Garrett (2011), o motivo mais comum para o fracasso de um site não é a tecnologia. Também não é a experiência do usuário. Os sites falham com mais frequência porque - antes da primeira linha do código ser escrita, o primeiro pixel foi empurrado, ou o primeiro servidor foi instalado - ninguém se preocupou em responda a duas perguntas básicas:

. O que queremos obter com este produto?
. O que nossos usuários desejam obter com isso?

Com isso, saímos da visão simplicista de interação com o sistema e entramos em conceitos mais profundo considerando o fato de como o usuário se relaciona com o contexto em que está inserido e qual experiência deseja extrair disso.

A partir da definição da jornada que idealizamos para o nosso usuário podemos enriquecer essa experiência incluindo elementos como; gatilhos mentais, elementos de foco, gráfico, vídeos e outros componentes.

2.2 Componentes que reforçam UX em um landing page

2.2.1 Um título principal e um título de apoio

O título da página de destino é a primeira coisa que os visitantes verão. Por este motivo, é essencial uma descrição. A mensagem deve ser forte o suficiente para atrair o interesse do visitante e mantê-lo na página. Seu título deve promover compreensão, atenção e interesse.

2.2.2 Uma proposta de venda única

É necessário definir um ponto de diferenciação com uma proposta de venda exclusiva onde está claro o a diferença de produtos propostos pela concorrência. Isso deve ser comunicado de forma sucinta descrevendo o benefício específico para os clientes. Uma boa proposta de venda exclusiva permite que os clientes entendam por que devem se preocupar e define expectativas claras para eles [https://resultadosdigitais.com.br/especiais/landing-page/].

2.2.3 Os benefícios de sua oferta

Os benefícios da sua oferta decorrem diretamente da proposta de venda exclusiva e fornecem uma descrição mais detalhada a potenciais clientes. É importante oferecer mais detalhes sobre a oferta abordando de forma transparente perguntas que seus clientes possam ter, especialmente a pergunta sobre o que seu serviço ou produto pode fazer por eles.

2.2.4 Imagens ou vídeo mostrando o contexto de uso

Esta é a representação visual da oferta e tem o propósito de ajudar os visitantes a compreender melhor o que é ou como é. Mostrar o contexto de uso em vez descrever tem uma aceitação muito maior. Faça com que seus visitantes se posicionem em um cenário e demonstrem empatia em como o estão usando. Para conseguir isso, você pode usar fotos ou vídeos.

Se você optou por usar fotos, elas devem ser grandes, de alta qualidade e relevantes para o seu serviço ou produto. Especialmente quando você está vendendo um produto físico, é fundamental incluir em sua página de destino uma imagem do produto. Quando você está vendendo um serviço, a imagem deve demonstrar a utilidade do seu serviço e chamar a atenção dos visitantes.

2.2.5 Prova social

A prova social pode ser muito persuasiva. Ao usar a prova social, você ilustra que outras pessoas compraram o que você está oferecendo. Os visitantes têm maior probabilidade de se converterem em consumidores se perceberem que outras pessoas antes deles usaram sua oferta. Você pode usar a prova social em sua página de destino fornecendo uma contagem do número de inscrições, usando sinais sociais de redes públicas, mostrando prêmios de organizações respeitáveis ou usando alguns depoimentos e avaliações de clientes.

2.2.6 Reafirmação

A reafirmação é outro título de página que fica mais ou menos na metade da página e tem o objetivo de comunicar uma mensagem de experiência intermediária aos visitantes, reforçando o título principal.

2.2.7 Argumento Final

O argumento final é a chance final de comunicar o benefício de sua oferta, conforme sua página de destino chega ao fim. Isso apoia sua proposta de valor principal, semelhante à declaração de reforço. O argumento de fechamento também deve ser acoplado a uma frase de impacto.

2.3.8 Chamada a Ação - Call To Action (CTA)

Uma chamada à ação pode ser parte de um formulário de geração de leads ou um botão autônomo em uma página de click-through.
O apelo à ação é um elemento crítico para as conversões e, por este motivo, onde está posicionado e qual o seu design são considerações essenciais.

A chamada para a ação deve ser atraente, emocionante e persuasiva com cores contrastantes e destaque.
Pode ser colocado diretamente sob uma imagem ou abaixo da seção de depoimentos.

3.Considerações finais

A arte de se desenvolver uma landing page de alta conversão está definitivamente ligado aos aspectos abordados no conceito de user experience que reforçam a necessidade de se criar uma jornada emocional para comunicar de forma sincera e transparente os benefícios de um produto, serviço ou ação.

Alguns especialistas da Best SEO Agency India recomendam que mais de 90% das decisões de compra sejam guiadas por emoções. O maior erro que os profissionais de marketing online estão cometendo ao criar uma landing page é não conectar em um aspecto emocional, que é um elemento imperativo.

Se você parar e pensar nas marcas que geram emoções humanas, você percebe que todas estão sempre ganhando no mercado. Um comprador gasta tempo obtendo as informações do produto, mas no final ele / ela escolhe o item que apela para suas emoções.

Compreender o modelo de hierarquia de necessidades garante que você atenda melhor às necessidades dos compradores. Seja para comprar uma mochila escolar, um vestido de grife ou um laptop recém-lançado ou simplesmente assinar um canal de informações, o cliente sempre escolhe aquele que se adapta perfeitamente às suas necessidades e desejos.

Assim pode-se dizer que é indispensável explorar as particularidades de UX para entender com despertar as emoções necessárias para que um potencial cliente se torne de fato um cliente.

Referências

Jesse James Garrett (2011) “The Elements of User Experience: User-Centered Design for the Web and Beyond” Segunda Edição, ISBN 10: 0-321-68368-4.

Resultados Digitais, RD Gestão e Sistemas S.A. e RD Station Inc., desenvolvedora de softwares, https://resultadosdigitais.com.br/

Donald A. Norman (2002) “O Design do Dia a Dia” Editora Rocco, Tradução de Ana Deiró, ISBN 85-325-2083-9

SEBRAE e Endeavor Brasil, “Crie um processo previsível e escalável para crescer”

Javatpoint (2011-2018) www.javatpoint.com, https://www.javatpoint.com/landing-pages

Neil Patel Digital, LLC, “https://neilpatel.com/blog/beginners-guide-to-landing-pages/”

Discussion (0)

Forem Open with the Forem app